quinta-feira

Você se lembra?

A cantora Maíra lança hoje seu terceiro disco prometendo engatar por conta própria a carreira precoce que tomou impulso no Domingão do Faustão, em 1990, quando ela tinha dez anos.
Prá desafinar, junto com a Mango:

"I wanted to stay, I wanted to play, I wanted to love youuuuuu"
(#41, Dave Matthews Band)

"Looooving youuuuuu is easy, 'cause you're beatuiful. Tchup-tchuru-ruruuuuuu
Aaaaahhhh!!!!"
(Loving you, by Eric Cartman)

"Somewheeere over the rainboooow!"
(essa é pro Djohrothy)
Momento Gulliable:

- É, aquele filme com a Winona Rider e...
- GENTE! SABE O QUE EU DESCOBRI? QUE A WINONA RIDER É FILHA DA CHER!
- (longo silêncio) ... Gegé... a Winona Rider é filha de hippies que moravam às margens do rio Winona, por isso o nome.
- Ah, me enganaram de novo?!
- Por que você chegou tarde hoje?
- Eu? Passei mal.
- Tá doente? Precisa de alguma coisa?
- Não, não.. tô mais ou menos.
- Mas eu acho que te vi no Black Dog...
- Não, não me viu! Eu não fui no Black Dog às 3 da manhã!!!
- E minha amiga acha que te viu no Stardust...
- Imagina, não viu nadaaa! Já pensou eu, no Stardust, aquele bar que tem um japonês que usa três cintos de uma vez?! Não, não era eu!
- Hum... ok, então... Mas que você tá fedendo cerveja, ah tá!

quarta-feira

Hoje eu quero ver a lua, e em boa companhia!
Aaaaaai, adooooro Nara Leão!





Que Saltimbanco você é?

TEEEESÃÃÃOOOO

Candy told me nothing really matters anymore
And when I ask her what she means she says I ought to know
Candy said she's made arrangements for me in the sand
And Candy said she wants me with her down in Candyland
Candy says she wonders why we try
I couldn't think of what to say
I had no ready reply
But Candy says I'd like it where she is
She says it's an opportunity that I don't want to miss
Candy said she's made arrangements for me in the sand
And Candy said she wants me with her down in Candyland
Candy said she wants me with her down in Candyland
Candy asked me if she died if I could go on
Of course I said I couldn't and of course we knew that's wrong
But Candy I said Candy no you can't do that to me
Because you love me way to much for you to ever leave
Candy said she's made arrangements for me in the sand
And Candy said she wants me with her down in Candyland
Candy said she's made arrangements for me in the sand
And Candy said she wants me with her down in Candyland
Candy said she wants me with her down in Candyland


Eu ganhei o super CD "Angela Carne e Osso" que reúne o que há de mais fino em matéria de grossura:
Punk covers, Pansy Division e gritinhos estridentes de Bikini Kill e Sleater Kinney.

Destaques para: "I like fucking", "I'm gonna be a slut", "The cocksucker club" e a versão oioi do Cheers Theme.
Veeery good!
O que esperar de uma pessoa que...

- acorda chutando tudo o que vê na frente....
- canta "Itsy Bitsy Spider" no banheiro...
- ignora uma hemorragia..
- sai dançando "Domino Dancin'" pela casa...
- gruda o pão na chapa de tostex e queima a mão tentando tirá-lo...
- baba enquanto passa rímel?


Não esperem nada de mim, eu sou retardada.

terça-feira

Alguém mais viu o que eu vi ontem, ou eu estou ficando louca? A Sapatang e a Mariana Cara-de-Kupfer dormiram de conchinha! De mãozinha dada e tudo! VIXE! Desse jeito a Froticeira vai ter apenas uma utilidade para seu dedo: chupá-lo. Anda logo, senão não sobra prá você, filha!
Agora sim... Mas também agora eu não tenho o que escrever.

Prá pensar.
Enquanto ia para uma reunião hoje, vi o seguinte anúncio:
"Hercor, o nome já diz tudo."

EI, EU NÃO ENTENDI!
Enquanto essa porra de blogger não funcionar, eu me recuso a postar algo decente.

Er... bem, só uma coisa: Parabéns prá Marina, a mais nova "dzainer" da Agência Click!

segunda-feira

Quer fazer o teste da Gegé?
Vai
SERÁ??!!


What's Your Style? Find out @ She's Crafty
A vida é um palco - parte VII - Dos micos que pagamos

Rodrigo diz:
sonhei com vc!!!!!
Bia diz:
o q c sonhou?
Rodrigo diz:
Hoje de manhã alguém (que ainda não descobri quem é) me ligou... Eu odeio esta galera que fala OI no telefone, CRENTE que vc sabe quem é!
... aí eu sonhei que tinha sido você...e começou um sonho muito louco.... com casas de hobbits, piscinas, irmãs e sobrinhos (SEUS!!)
Bia diz:
e foi, coió! fui eu!!!! e vc foi bem grosso comigo!
E o prêmio musical de hoje vai para a música "Eu só quis dizer" d'Os Thompsons, achada numa coletânea de hardcore muito podre que eu tenho:

"O que eu sinto por você é uma doença sem vacina.
Sou o seu Cirilo, minha Maria Joaquina."

Ouça essa podrera aqui!
Como assim? Eu queria ser o André Gonçalves!!!


Esse teste não me acrescentou nada, afinal eu nem tenho carro....

I am 8% Tool.




Yes! I am a smart person! I have a right to laugh at those losers that try to make themselves look cool because I know better. They are all just insecure pricks anyway.



Você parece o Vanilla Ice? find out at Hilowitz.com

Ouvindo: Stereolab - Ping Pong
Conversando com: Vi por ICQ, Giu por email
Com cara de: sono
Vestindo: gola rulê vermelha, saia de tela preta, botas e jaqueta
Comendo: bolacha floresta negra
Planejando: um cinema ou uma balada decente
Me sentindo: estúpida por não ter ido na academia quando era de graça
Estou indignada com a bosta de Casa dos Artistas que foi ontem!
Votem naquele Lulo! Ele é muito mala! Ele é um grande container sem alças!!!
E pensar que eu fiquei tentando me manter acordada só prá ver aquela bosta!

domingo

E a pergunta da semana é:
Por que as camas de filmes sempre parecem muito mais gostosas que as nossas?

E o comentário da semana vai para Maria Angélica:
"Um cara de Tempra branco com vidro preto... aposto que o Oakley dele é igual."
Meu horóscopo devia ter me dito para não sair mais de casa, que a estação de festas mixadas já havia começado. Essa semana mostrou bem isso. Primeiro o Holocausto - não que eu fizesse questão que estivesse bom - vazio. Depois aquela droga de Morrisson - que segundo minha mãe: "com um nome desses você esperava o quê?". E finalmente ontem, a canoa furada do Stardust. Eu já não estava no que pode se chamar de "maiores empolgações". Muito pelo contrário, estava com sono e meio autista, mas fui porque discotecagem de Djoh e Guti levanta qualquer um. Só que a tal da dona do lugar engrupiu meus amiguinhos e não os deixou tocar. A festa já estava meia boca, e com essa notícia não me restou escolha a não ser ir embora. Ainda bem que Giu e Nenê concordavam comigo.
Acho que essa semana eu vou ficar em casa, beeeem guardadinha, até o Gi chegar.
Bom, o meu dia lésbico resumiu-se a um curso de auto-defesa feminina, um almoço com a versão sapata de Scheila Carvalho, uma tarde assistindo "Desejo Proibido" (ótimo, assistam independente de sua escolha) e baladinha no Stardust.
E o convite da semana é ir a uma balada hetero com a Marina.

sábado

Estou indo para o Stardust, e assim que terminar meu dia lesbico eu conto como foi. 'Pressionante, menina!

Enquanto isso, divirtam-se com um Vader Hit:
"Essa eh a dança do manquinho.
Se voce nunca dançou, ta na hora de aprender (2x)
Me diz quanto voce mede: 1,60
Me diz quanto voce mede: 1,80"


Essa musica eh para ser dançada manquitolando de uma perna.

EU NAO VOU PARA O INFERNO!

sexta-feira

Eu vesti a minha carapuça hoje, e você?

Er... mas qual frase era prá mim?

Aliás, eu tenho mesmo mania de vestir a carapuça, por mais absurdo que o assunto em pauta seja. Vai ver é trauma de infância, que tudo era eu que tinha feito. Hoje os caras estavam cochichando aqui na minha mesa, e eu já fiquei de orelha em pé. Mas aí eu lembrei que eu não tinha feito nada! Que nóia, né?
Que saco!
Acabei de voltar do médico:

Opção 1: gastrite superficial+batatas fritas+coxinha de rodoviária

Opção 2: pedra na vesícula+milk shake de baunilha+cheese bacon

Será que eu vou morrer?
Hahahaha! Wolverine é foda! Carlão, o Wolverine! Mas, cadê as garras?
Descobri que eu odeio a cena rock and roll. Sim, eu gosto de rock, mas odeio essa cena. Gosto da indie, gosto da punk, mas detesto o rock and roll puro, que engloba Doors, Led Zeppelin, Van Halen, etc.
Ontem eu fui no Morrisson prá encontrar a galera do trabalho, já que era aniversário do Viktor. Eu e o Vicente. Só que ninguém foi, nem o aniversariante. E só me restou tomar as cervejas que eu tinha direito e observar aquele pessoal super nada a ver que estava lá. Tinha de tudo, prá mim mais parecia uma reunião de funcionários públicos e meninas desleixadas. (um grande parênteses: eu achava que presidia o "Borchalo Futebol Clube", mas estou bem longe disso. Tem gente muuuuito mais esculachada que eu. Meninas meio acima do peso, com calça santropeito, camiseta e um blusão amarrado na cintura que mais parece uma saia, o cabelo num invariável rabinho com piranha. Típica vestimenta de adolescente do rock. Ew!)
Bom, não consegui ficar por muito tempo lá. Ninguém naquele lugar me interessava, nem homens, nem mulheres, nem ninguém. A música era aquela estilo "Thunder 98" - uma rádio de classic rock de Tampa. Os casais eram patéticos. Tinha gente kumba lá, sim. E ainda o Vicente ficava reclamando que não cata faz tempo. Argh! Tive que ir.
Na volta, passamos na frente do Rabo e lá estavam Djoh, Guti, Thy e Michele. Fiquei pouco, mas pelo menos me deu um motivo prá não voltar para casa reclamando tanto.

quinta-feira

Cosen, eu tava assim ontem com a música do Morphine, passando mal!!!

Sabe quando vc ouve uma música que gosta muito e ela te dá uma certa alegria só por vc estar ouvindo-a? Faz seu corpo ficar arrepiado e o coração apertado? Pena que são só 3 minutos....
Poderia ser pior, o orgasmo só dura segundos!

A vida é um palco - parte VI "De como se peida no trabalho"

Bia diz:
Pri, eu sou uma sobrinha muito desnaturada, fala prá sua mãe que eu não esqueci dela, que eu estou sem tempo até prá peidar....
Pri diz:
peida trabalhando e pressiona a bunda na cadeira que ninguem vai perceber
Ontem, depois que ela não pode ir ao próprio date, eu e ele fomos ao nosso amigo Royal Bar, também conhecido como Real. Nada demais, os dois estavam muito reticentes e autistas.
Mas aí Pedrinho meu querido estava lá! Ai, que maravilha! Que karma! Eu sempre cruzo esse cara na noite, só que agora eu sei que ele não é gay. Ele tava lá, com os amigos. Lindo como sempre. Era ele. E eu olhando com cara de idiota. E ele tomando soda. Até o ring e o adesivo do celular dele eram iguais ao meu! (sim, eu voltei a ter 13 anos agora).
Só que aí ela chegou. E ela era bonita, droga! Sim, ele tem namorada. E eu fiquei chupando o dedo. Voltei a prestar atenção nas reticências...
Acho que participei de uma pegadinha hoje cedo.
Estava no ônibus, aí um telefone toca muito alto atrás de mim, e o cara atende. Só que o telefone era com fio! E ele começou a falar muito alto. Juro, fiquei procurando a câmera escondida por muito tempo. Er.... tem gente estranha por aí, né?

quarta-feira

Pros menos desenvolvidos intelectualmente, o post "reanterior" é sobre como a vida é um palco. EU ME SENTI A REGINA DUARTE FALANDO ISSO, ENTENDEU? Então, por favor, nada de churumelas.
Eu não disse que a Van era uma abelhinha? Aliás, dizem que uma prima dela até fez um clipe do Blind Melon vestida de abelha, que eu bem vi!
A vida é um palco - Parte V - momento Dejà vu

Ich mag Apfelsine(11:51 AM) :
Ai, tô ouvindo Morphine! Como é gostoso!!!
Vader(11:51 AM) :
Orra Morphine é do grande caralho.. pena que acabou
Ich mag Apfelsine(11:52 AM) :
acabou? que pena. esse cd (cure for pain) me lembra abril do ano passado, eu e a gé em fpolis, na casa da praia, comendo hot dog e cerveja. ela tava me contando um puta segredo, e a gente ouvindo esse cd, parece que eu tô lá agora! que arrepio!
Ontem, cansada de tudo e fora do pique escolar, saí da aula e fui ao Barxaréu com ninguém menos que Marina Taddei, Bob Meu Filho e Rodrigo, amigo da Marina. Aquele velho esquema de bar. Eu nem bebi por causa do meu estrombo.
Estórias de nossas primeiras vezes, e nossas famílias, de nossas ratas, e tudo mais aquilo que é feio contar, mas já que você tá no bar, screw it, conta logo!
E hoje eu perdi a hora porque tive pesadelo de novo....
Virge Santa!
Por que eu ainda não casei com ele?
This is to my love,
It may be late, but it means no less than all of my heart which is willing to wait,
to my valentine over seas far away, I will love you no less but more everyday...

terça-feira

'Cabei tudo, mãe! Posso ir brincar?
Que tédzio! Mas estou tão feliz que agora eu posso ouvir uns póprios Mp3!

Queria dizer que eu adoro o jeito que o Cão trata as pessoas quando elas se enganam. Eu quero chamar a Van de abelha porque eu acho que ela é uma abelha e pronto! Ponto de Exclamação, tá?!
Zentzi! Eu consegui ouvir rádio UOL no meu computador!!!! IIIggghhh!!!
Alguém fala prá aquela Abelha Ruiva que eu a leio diariamente e quero meus créditos?!
Sabe como eu estou me sentindo? Como aquela menininha do prezinho, que gosta do Pedrinho, o menino mais fofo da classe. Aí um dia o Pedrinho chega e fala "Você é a cara da bruxa da Branca de Neve!". E ela fica desapontadíssima e quer fazer o Pedrinho engolir areia do parquinho.

Odiei a volta às aulas.
Odiei a minha classe.
Odiei o Big Brother.

segunda-feira

Tem uma amiga minha que anda se superando no besteirol ultimamente. Aqui vão algumas frases dela:

"- A camisinha de menta é ótima! Dá uma refrescância!
- Mas é como um drops?
- Não! Eu não chupei! É lá embaixo que refresca!"

"- Ai, faz uns 7 anos que eu não engulo...."
Fiz um ultrassom hoje. Isso me deu a oportunidade de nunca mais voltar no Salomão e Zoppi com a Dra. Alice, a égua selvagem. Nunca fui tão maltratada, num exame que nem é gostoso.
Primeiro que a mulher chegou arrastando a cadeira, que bateu na maca com toda a força. Aí ela encheu minha barriga de gel, começou a apertar com a maior cara de "ai, que saco, queria estar em casa". Depois ela entuxou aquele negócio lá dentro e falou "se não estiver bom, me avisa que eu paro". Filha, é óbvio que não está bom! Você nem fez com carinho, porra! Enfim, terminou.
Ela levantou e disse: pode ir. Mas eu tava cheia de gel na barriga e na ceta. "Onde tem papel?". Ah, pega aí, tem uns ali ó. E apontou o nada. E foi embora. E nem fechou a porta direito.
Fiquei com tanta raiva que saí e nem passei na recepção para deixar o cheque caução, já que a porra da Unimed não tinha autorizado meu exame em uma semana.
Estou com vontade de rodar a baiana!
Momento desapontadíssima:
Eu tingi o cabelo e ninguém notou
Eu tingi o cabelo e ninguém notou
Eu tingi o cabelo e ninguém notou
Eu tingi o cabelo e ninguém notou
Um lugar escuro. Eu estou toda de preto e ele também. Na porta, adolescentes de casacão sentam no chão com cara de tédio. Lá dentro tem uma pista de dança apagada, iluminada apenas por uns flashes de luz estroboscópica (o verdadeiro sentido de "dançando no escuro"), que mostram uma menina num canto, chorando. No porão, quatro caras jogam RPG. Começamos a reclamar da vida. Por umas duas horas nós ficamos falando mal da família, ex-namorados, trabalho, amigos, etc.
Ao sair, alívio! Sensação de leveza! Sim, existe cor no mundo, existe ar puro, exite felicidade.
Eu não volto mais naquela coisa deprê chamada Holo Cau. Nem prá dançar com a minha sombra!

domingo

Toma essa Jorgeeee!!!
Adoooro Thammy Gretchen cantando "there must be an angel playing with my heart"!



Que filho de famoso você é?

Ufs! Estava tentando arrumar a mesa dos horrores, onde pratico sacrificios aqui em casa. Que trabalhao!
Ja ja irei com Vincent ao Holocausto, que agora se chama Ho Locau, pra nao ofender as familias da vizinhança. Ja sei que tenho que ir vestida de preto, com lagrimas desenhadas no rosto, dançar com a minha sombra na parede e falar em metaforas de RPG ("sou sol, voce e lua, e faremos um eclipse hoje a noite).

Voce conhece o Holocausto? Nao? Ah, porque MILHARES DE INOCENTES CONHECERAAAAM!
A loca, ne?!

sábado

Ontem rolou um Chatrix, mas nem tava bom... Tava cheio de punk oy e pivete kumba-wannabe.
Mas a Gegé e o Vince estavam muito engraçados! Tipo, muito!

E a gente voltou com um taxista que ouvia INFORMATION SOCIETY!!!
Uuuuhhh, baby, o Guti guti Gatão tá aqui do meu lado! Estou no internet point, mais uma festinha, e espero que seja boa dessa vez!
Acabei de sair do show do Karnak, tava engraçado. Mais engraçado ainda era a mina meio Jade que tava rebolando na nossa frente, hehehe!
Ai, o Guti só tá tocando música de bixa!

sexta-feira

Quando as pessoas querem mesmo sair do armário, elas tentam de tudo. Vejam este exemplo, vamos chamá-lo de F.G.:
Eu preciso aprender a ser mais blasé.
Quem disse que eu tô largada às traças, QUEM???

Escuta, vou te fazer uma proposta: eu não vou tão cedo
para São Roque, mas se der para passar um final de
semana com você em SP eu juro que vou, não estou
mentindo nem prometendo em falso, me escreve dizendo
quando e eu apareço!!!
Estou esperando a resposta, um beijo imenso na falange
proximal do seu dedo anular esquerdo,
xxxxxxx
Eita, eita, eita!!!
Joguem purpurina!
I'm Brian Slade!

Which Velvet Goldmine Character are you, darling?

Alguém avisa a Gegé, quando ela resolver reaparecer, óbvio, que Apfelsine não é maçã?!
Momento Eu Adoro Minhas Fitas de 1996!

"Drivers are rude, such attitudes, but when I show my piece, complain cease.
Something's odd, feel lilke I'm God,
You stupid, dumbshit, goddamn, motherfucker!"
Frase palmeira do ano:

Cena: programa Gordo a Go-Go com Marcelo Rubens Paiva e Tiazinha.
MRP: Seus bailarinos usam plataforma, né?
T: Não, aquela é a minha banda!
MRP: Ah, aquela é a sua BANDA..... cri, cri, cri

Haha, toma essa então, Suzana!
Fui ontem assistir The Straight Story, que insistem em dizer que chama Real Story, mas não é, enfim...
O que falar? Eu me sinto meio suspeita, afinal gosto de tudo do David Lynch. Tudo mesmo (ainda não vi Eraserhead nem Duna, mas sei que vou gostar).
O filme é simples. Aquela mesma química Lynchiana: cenas longas, poucos diálogos, muito amarelo e vermelho (João Carlos, alguém me ajuda?!!!) e trilha maravilhosa. Tipo, a trilha era um countryzinho comum, mas eu adorei. No fim não me contive e dei aquela choradinha básica. Muita gente não entende o filme e fala "que bosta, eles não se conversam!". Enfim, vale muito a pena ver. Sem contar que eu adoro velhinhos!
"It's a very slow road movie."

E, Djoh, eu vi sua ex-chefinha no cinema, u-hú!

quinta-feira

Eu juro que odeio fazer exame médico, ir ao hospital, tomar soro, etc. Mas acho que não dá prá evitar.
Ontem eu tive o azar de pegar a pior enfermeira prá pôr soro na minha veia. Ela escrafunchou meu braço e minha mão até achar uma veia que prestasse. Enquanto isso eu me revirava na cadeira, quase chorando.
Aí, hoje, fui fazer colposcopia, que, em outras palavras, é uma foto interna da Lady. A mulher quase me virou do avesso. Tá doendo tanto!
E depois as pessoas vêm me perguntar porque eu tô com cara de bunda, cheia de olheiras, meio calada... É PORQUE EU SOFRO, GENTE! EU SOFROOOOO!!! hahahaha
Viu, não é sarro não! A Renéta fala assim mesmo!
Peguei do blog dela: generelizo
Mais frases de dona Graça, aquela graça de pessoa, mãe de Vincent Vader:

"Prá fazer merda basta um copo de cerveja"

"Seu pai tem muito juízo, nunca usou na vida!"

quarta-feira

Vixe! Esqueci que tinha GUM! hoje! Droga, droga, droga!
Tambem, nem rolava ir do jeito que eu estou.
Sim, rolou um hospitalzinho basico hoje pra ver por que eu nao parava de tremer, suar e vomitar (yum-my!). Tive que tomar sorinho e fazer o senhor Rodrigo me esperar assistindo Malhaçao.
Viu? Nao faço mal a uma formiga!

I am 53% evil.




I'm getting there. I haven't done all the damage I could do but I've done quite a bit. I'm just over the border into the Evil Zone.



Quem e esse cara? find out at Hilowitz.com

Momento poesia:
Tá, caralho, eu sou romântica. Eu sou a drama queen. Eu amo me fazer de vítima. Mas pelo menos tem poesia que combina comigo!
Busque amor novas artes
Novo engenho, irá matar-me,
E novas esquivanças, que não pode tirar-me as esperanças,
Que mal me tirará o que u não tenho.

Olhai de que esperanças me mantenho
Vede que perigosas esperanças
Que não temo contrastes nem mudanças
Andando em alto mar, perdido o centro.

Conquanto não possa haver desgosto
Onde a esperança falta, lá me esconde amor
Um amar que mata e não se vê.

Que dias há, que na alma me tem posto
Um não sei o quê, que nasce não sei onde,
Vem não sei como e dói não sei por quê.

Camões
Calling Elvis - ou Adoro Bar parte II
Ontem combinei com a Marcelle de irmos ao Balcão prá beber e reclamar da vida já que eu não tinha pique prá mais nada. A cena era a seguinte:
Eu, sentada no balcão. Na minha frente um cara esquisito com um colar de dragão de RPG lia um livro sobre medicina alternativa. Ao meu lado um grupo de três amigos falava da solteirisse de uma quarta. A Marcelle estava no banheiro conversando com um gatinho (?) que estava olhando, enquanto seu amigo ficava no balcão com cara de cu apressado (não, nada de double date!).
Eu devia estar com a mesma cara de cu, porque comecei a ouvir da turma ao lado que a Marcelle é que sabia das coisas, estava arrumando um gatinho no banheiro. Começamos a conversar. Eles eram: Elvis, um baixinho meio careca, formado em filosofia, e ex-professor de sociologia em uma faculdade; Marilise, uma arquiteta ou coisa parecida que logo foi embora; e pessoa X, vamos chamá-la de Maria, porque eu não peguei o nome dela, uma decoradora. Logo a Marcelle voltou e o outro cara esquisito do colar também entrou na conversa. E sem conhecer nada dessas pessoas, entramos na conversa de bar mais gostosa que eu já tive. Amor, timidez, atitude, piadas, propaganda, São Roque (claro, não posso deixar minha mania de lado!), choro-baba-ranho, horóscopo, ascendente e finalmente, poesia. Preciso ler mais. Preciso escrever mais e melhor. Nada como pessoas que conseguem te sacar na hora, sem nunca ter te visto na vida (será que eu sou tão previsível assim?). Ficamos até o assunto esgotar e ficar aquele clima "ai, ai... amanhã tem que trabalhar né?". Saí de lá feliz, disposta a me entender mais. Ou não.
Adoooooouro bar!
A casa da montanha o-lê-ri-a-ô!
Um fim de semana tragicômico. É como posso descrever o meu carnaval suíço. Vinte e uma pessoas em um chalé dotado de escorregador, cercados de frio, comida mineira, muito álcool e entorpecentes.
O primeiro dia foi mais prá pegar a engrenagem, montar quebra-cabeças de 3.000 peças e beber cerveja inescrupulosamente, para à noite assistirmos um show de Cendira, a bêbada de Camanducaia. Festinha com discotecagem minha, com direito a malabares que cortam dedos.
No segundo dia rolou um passeio até o Starbar, para tomarmos uma limonada suíça (viu? Não disse?) e encontrarmos a glória nas panelas abarrotadas da Dona Dita. Voltamos para casa e uma invasão de ALIENados com seus instrumentos, cogumelos e casais lésbicos meio que acabou com a nossa alegria. Mas era carnaval, então a gente perdoou - sem esquecer de antes recolher nossas pingas, sleepings e cds, hohoho! Em compensação brincamos de Detetive, Bebezinho e Gato Mia (baby! Touch me again!), além de tomarmos muita água de passarinho escondida.
Terceiro dia: chilique, muito chilique. A bruxa estava solta. Acordei crente que teria que ir embora, mas deixei o casal "Troço e Negócio" se acertando e parti para uma expedição à Pedra Redonda. Ao som de "punk in drublic" subimos, subimos, subimos até encontrar a vista que compensou todo o stress do dia anterior. Maravilha! Entre fotos, papos politizados, e água sabor couro ficamos a ver aquela paisagem de meu deus...Descer foi foda. Apostando uma corrida com Mr. Zander tomei um puta capote e estou até agora dolorida. Foi só o começo. Ao chegar no carro notamos que tinham nos roubado. O almoço já não teve aquele clima tranqüilo de Monte Verde. E nem a visita à delegacia (bom, eu conheci o meganha mais grosso do mundo). Chegando em casa acabou a água quente, a luz e o meu gás. Começou um forró. Fui dormir antes que a bateção de coxa acabasse me dominando.
Acordei inteira arrebentada, com dor até na sobrancelha, mas nada que uma "visão" matinal não curasse. Não tive tempo de tomar café. Dona Dida quis ir "incontinenti", e eu tive que obedecer. Melhor assim, não pegamos trânsito.

Saldão
[-]
- um dente quebrado por uma bêbada.
- um joelho ralado, um furo na mão e um ombro lesado por causa do tombo.
- um toca CD do Tuba, um discman da Clarissa e dinheiro de Sammi e Yuri roubados.

[+]
- Amizades, muitas!
- Eu podia ter sido escrota e ele também. Mas com a esmerada educação suíça que tivemos, fomos gentilíssimos um com o outro, e viramos amigos.
- Descansei e saí um pouco do lugar comum.

Coluna do meio
- Não quero casar! Não tão cedo.
- Li uma boa parte do meu livro
- "Você já provou uma Prímula? É alfajor? Não tente comparar, vá ao espaço Gressoney e prove."

sexta-feira

A menina mais sem sal do mundo(ela realmente existe)
Ela tava na minha classe. A Maria. Tava sempre de roupas 80's, do armário da mãe, mas daqueles modelitos totalmente sem graça, amarelinhos, saiões e blusas bufantes de gola canoa. Tênis Ked's branco nos pés. Seus trabalhos eram tão insossos, umas idéias fraquinhas, só faltava ela inventar a máquina de escrever. Aposto que seu prato favorito era arroz com chuchu sem sal. O corte de cabelo era reto no ombro, tava sempre com aquele sorrisinho de santa na cara. Nunca punha maquiagem. Acho que era noiva de algum cara administrador, as tasteless as her.
Ainda acredito que um dia ela vai virar gótica! heheheheh!
Prá ver como eu só me fodo:
Ontem o Vicente contou pro pai dele que quem pagou o piercing que ele fez fui eu. Aí, no meio do jantar, seu Flávio vira prá mim e diz:
- Foi você que pagou essa merda pro meu filho? Que bosta de presente! Não tinha um melhor?
Fiquei com cara de cu, e eu nem fui eu que dei esse balangandã de Carmen Miranda Pirata...
Do cd Carlos, apresentado prá mim por Carlos, o site desta banda é bem legal.
Prá ouvir na volta congestionada de Paúba:
Em vinte minutos você vai esquecer essa canção em vinte minutos você será outro desgraças intensas em curtas-metragens perfumes voláteis em frascos pequenos imagens esquecidas numa fotografia de uma praia com gente que você não sabe quem é fica tranquilo que todo mundo tem pressa
Vou prá Monte Verde passar um Carnaval Suíço. Araucárias na janela, caminhadas à cavalo, vinho, lareira, feel good, chalezinho. Só falta o(a) partner. E o frio também. PRECISA FAZER FRIO!
Distúrbios do Sono

Cena 1: Menina dorme e tem sonhos agitadíssimos. Sonha com amigos, praia, casa no campo, venda peruana na escola, pai carente, visitas à São Roque.
Acorda com o revestimento do encosto de sua cama todo em cima dela. Ela passa o dia com cara de cão que peidou na sala.

Cena 2: Festa de amigos. Quatro garrafas de vinho esvaziadas. Menina 1 vomita e é colocada na cama por menino e menina 2. No meio da noite, menina 2 invade seu quarto nua, a empurra pro lado e deita na cama. Menina 1 não entende muito bem, e concede. Durante a noite não consegue dormir porque menina 2 a empurra, arranha, fala e ronca. No dia seguinte menina 2 acorda, olha pro lado e sai correndo gritando.

Cena 3: Casal em começo de namoro. Menina mora sozinha e convida o namorado pra dormir em sua casa. No meio da noite, ela levanta, vai até a cozinha lavar pratos. Sim, ela é sonâmbula. Menino a segue até a pia, onde ela joga tudo, passa a mão espumada no peito dele e volta a dormir, estatelada na cama.

Até dormindo as pessoas são loucas.

Tie Dye

I'm the tie dye Doc Marten...
play me some Grateful Dead,
alter my consciousness a little
and I'm a happy camper!

Que sapata você é?
(by *coffeebean*)


quinta-feira

Ao meu convalescente amiguinho Djoh os meus sentimentos de piedade. Melhoras!
Blogues são o câncer do mundo moderno! Qualquer tentativa de arrumar um detalhezinho, fode tudo!
Meus comments sumiram, só carrega metade da página, que cu!!!
Sem contar que tem aquele lance de ser um diário seu, que o pessoal lê e fica questionando porque você é isso e não aquilo, e porque você escreve de uma coisa e não de outra. Que saco, não quero mais brincar de blog!!!
Deixa de ser cu!
Site muuuuito legal!
Recomendação do designer Tevo.
Sessão a Vida é um Palco IV
Talita diz:
aaah, tá! bia, olha lá minha filha, vê se leva as proteção, tá? hehehehe
Bia diz:
quem dera... Imagina que aquele tonto do XXXX vai trocar o mundinho autista dele por uma menina
Talita diz:
hehehehe... tonto, é ,sei... e o que vai fazer hoje? Rabo? bia, arruma uma namorada que me ame, vai?
ooops, veja a ambiguidade da frase

Bia diz:
prá vc? prá mim? hein? hehehe
Talita diz:
uma pra vc que me amasse já tava bom... hehehe
Bia diz:
hahahah! Ah, sei, quando eu chegar em casa eu ta ligo, tá?
Frases de mulherzinha que eu abomino!:

"Menina, foi aquilo mesmo que eu vi ontem?" - quando vc fica com alguém que niguém tenha visto
- Sim, coió, foi, a não ser que você tenha tomado um doce e visto duendes!

"E você e aquele seu ex que te deu um fora e ficou com o teu primo, voltaram?"
- Voltamos. Eu virei dominatrix e espanco a bunda dele o tempo todo. Imbecil, não sabe que é feio remexer em sentimentos?

"Ai, nem te conto com quem eu fiquei: com o Jenildo!"
- Ué, mas você não disse que não ia contar? Tipo, quem disse que eu queria saber?
Ai, que bonitinha a Haydee falando bem de mim! Ô menina, gostei de falar com você também!
Algumas perguntas que formulei durante minha vinda no ônibus:
- Pra que serve a polícia montada?
Se houver um assalto eles vão sair a galope atrás do bandido? Lembre-se que ferradura escorrega no asfalto!
- Por que quem nos fez, não aproveitou e deu uma melhorada no nosso CC?
Eu gostaria tanto de pegar um ônibus que só tivesse gente cheirosa no fim do dia (inclusive eu)...
- O Sílvio Santos tem barba?
A explicação que me deram é que ele é o Kojac. Eu nunca notei uma barba de dois dias nele!

quarta-feira

Deixa eu esclarecer, Jorge? A Gegé ficou sabendo por mim que o desejo dela deu certo no sábado, porque eu liguei para o Rick. Acontece que, por licença poética, ou distração mesmo, ela falou que foi você. Convenhamos que no domingo ela não estava muito bem, né?
Morre de inveja, Gegé!



Take The Mu$ic Biz Whore Test
Ontem durante uma conversa com a Gegé foi revelado o tão mistério do Azedinho-Doce. É assim: ele se apresenta sem muito sabor, aí ele vai ficando doce. Eu vou gostando, começando a saborear, comentar da minha mais nova descoberta, tratar como se fosse o meu bolo favorito. Só que aí começa a ficar preocupantemente doce, vou ficando com ânsia, sufocada, argh, detesto cocada com fios de ovos, e eu não quero mais, mãe leva meu prato... arh! Ficou amargo. Aí eu começo a detestar, ficou aquele gostinho que machuca a garganta e eu não quero me machucar.
E eu descubro que ele foi ficando doce prá tentar me agradar, só que do jeito dele. E eu não gosto do jeito dele, é amargo demais para mim.
Eu sei que essa analogia foi horrível, mas não consegui pensar em mais nada desde então, só que, se não deu certo em tanto tempo, não é agora que vai dar. Ou eu não tô com disposição pra fazer isso funcionar.
E depois de ver tanto sangue e cacos de vidro, fomos assaltadas em plena Paulista, por um moleque de 10 ou 12 anos, totalmente drogado! Chegou perto e falou "passa esse rádio senão eu te furo toda", e a Giu passou, né? Na hora a gente nem pensa em nada. Mas me deu uma raiva, a gente podia ter virado aquele molequinho do avesso se tivesse percebido antes. Foda essa realidade, mas eu não vou ficar fazendo discurso. Eu ainda vou comprar uma arma (hehehehe, consigo ver quantas palmeiras se formaram agora!)
A Fessôra de Acordeão
Ontem fui ver o tão comentado filme "A Professora de Piano". Fiquei impressionada com a quantidade de patias mostrada em apenas uma pessoa. Tudo bem ela gostar de dilacerar a lady, cada um com seus problemas. Só que aí a mulher machuca a aluna, tenta comer a mãe, pede prá apanhar, gosta de ver gente trepando. Prá mim o diretor tava no primeiro ano de psicologia e juntou todas as doenças que ele viu pela frente e jogou na pobre da mulher. Eu sei que deve existir gente assim, mas não tudo ao mesmo tempo. Não gostei muito, não. Achei exagerado.

terça-feira

Ai, é tão bom suspirar alto no meio do trabalho falando palavras constrangedoras, como:
- Ai, minha mãe manca!
- Meu Santo Antônio do Cu Larguinho!
- São José da Calça Curta Cor de Rosa!
Parece que todo mundo tá tendo siricutico ao mesmo tempo. Será que é da temporada? Inferno astral ao contrário?
Calmaí, meu filho, a bronca tem que ser dada diretamente. Não mata sua mamãe do coração!
A vida é um palco: Parte II
Ich mag Apfelsine(15:09 PM) : eu pareço online?
Djoh(15:11 PM) : er... será?
Ich mag Apfelsine(15:11 PM) : é que meu icq é um cu
Djoh(15:13 PM) :aaai, que bonitinho... o meu é uma florzinha.

Carnaval? Que é isso? Pela primeira vez eu não sei o que vou fazer. Floripa mixou, Monte Verde foi só uma sugestão, Rio tá tarde demais. Acho que vou prá Tatuí sair no bloco dos bixos... Bleh!
Eu odeio acordar de manhã, ouvir aqueles programas do tipo "89 anos" e saber a letra daquelas músicas da época que sua prima mais velha começou a sair. Afinal eu nem tenho idade prá tanto. E depois começa a tocar uma musiquinha tipo grunge, do Ugly Kid Joe, que eu achava uma gracinha, aquele cabelão comprido e bermudão, e decorava todas as músicas que saíam nos jornaizinhos da Pink & Blue, e eu sei a letra, e eu não gosto disso porque eu não sou velha!!!
Este texto foi escrito a quatro cérebros:

Era uma vez um filho de gaúcho. Como todo gaúcho, era ma-tcho, como um bom ariano, era orgulhoso, auto-suficiente e muito, mas muito dono da verdade. Pagava de comedor entre as meninas da classe. Aliás, já tinha comido algumas, abandonando-as depois, com a desculpa de que não as amava. Corações eram partidos por ele. Seu coração não pulsava piedade. Até que um dia o olho clínico de uma amiga com magnetismo homossexual avisou: ele gosta de dar a bundinha.
Os amigos bem que notaram suas escorregadas na hora de falar “Eu náááo!”, suas companhias no trabalho, sua eterna aflição de gays. Resolveram colocar um sensor no amigo. Não viram nada além do corriqueiro, até que um dia ele resolveu entrar na portinha secreta da Canal Vídeo e alugar “Me alisa que eu cresço”, estrelando o bofe capa da G do mês passado. Ao tirar o vídeo da prateleira um alarme soou, confetes caíram do teto, e um trio elétrico o aguardava do lado de fora.
Uma drag queen vem e o envolve na bandeira do arco-íris e um dos seus melhores amigos, que era do babado, vem e entrega uma coroa e um cetro, e uma faixa escrita “Welcome”, além de flores, regadas a muitas lágrimas.
No ano seguinte ele assumiu a presidência de uma militância gay no Rio Grande do Sul.

segunda-feira

Para ler ouvindo Amateur do Nada Surf (tipo, nada a ver)
Melhor ouvindo Beheaded do Offspring
Sei lá, dizem as más linguas que eu mato.
50% - 60% (Amateur Psycho)

That's the spirit!
Although time and / or personal experience have yet to make you exterminate an entire suburb, there's a good few bodies in *your* back garden.
Keep up the good work!

Eu mato quem roubou minha cueca prá fazer pano de prato!

Watashi wa

Mondegreen time:
"Ele voltou, o coelho voltou novamente!!!!!"
O que eu sou afinal? Eu não me defino. Eu sou a Bia. Se gostou, ótimo, se não gostou, o problema é seu. Eu não forço ninguém a ser meu amigo, a ler meu blog, a conversar comigo. Forço? Sou punk? Não, não sou, estou bem longe disso. Sou comum. Super comum até. Quem me conhece sabe me diferenciar. E só.
Um cu bem grande pro mundo!
Adoro bar. Botecão, que vc chega e já fala: desce uma! Aquele que você já é amiga do dono, e ele vem e senta na sua mesa. Aquele que você conversa alto, lava roupa suja, tira sarro da mesa ao lado, e fica tudo numa boa. Aquele que você começa a beber, e perceber as merdas que anda fazendo na vida, e começa a chorar, e seu amigo te dá um guardanapo de papel prá você assoar o nariz, e você acaba melecando a mão, e você abraça seus amigos e diz: eu zuro que eu nunca maisshh falo com aquele cassoro!!! Eu zuro que vou parar de faxer boxta!
Eu fui no bar no sábado. Eu bebi. Eu falei alto. Eu conversei com o dono. Eu chorei. Eu decidi nunca mais olhar na cara daquele bostinha. Sim, eu decidi isso mesmo!
IT’S MY PARTY!
Prá quem não sabe, meu inferno astral acabou, eu fiz anos neste sábado! O dia começou bem: descobri que tenho MTV em casa, meu telefone está consertado, ganhei presentes do Vi, fui almoçar com Marcuix e passei a tarde bebendo com o Casal Borges. À noite teve festa na casa da Nora. A melhor definição foi a da Angélica, que se saiu muito bem de lá: sabe aquelas festas que todos falam, que aparece em filme, mas você nunca foi? Pois é, foi a nossa vez. Muita gente, a turma de sempre, discotecagem luxo da filhinha Van e moi, e muuuuita bebida. No fim, um descuido e a festa virou uma tragédia, com direito a fofocas injustas, diz-que-me-diz, e no fim uma conversinha bem explicativa pôs tudo no lugar. Nada como entender e perdoar. Odeio injustiça, gosto de ser clara nas minhas explicações e odeio leva e traz. Sinto admitir que fiquei magoada com alguns comportamentos, e que fiquei muito arrependida depois de ter descobrido que minha única defesa era uma pessoa que não precisava ter feito o que fez. ... vontade de entregar uma chibata e dizer: bate! Eu mereço! Enfim....
São Paulo “Féshonuíqui”
Na sexta saí mais cedo do trabalho e fui, após um tour apertado pelo bairro das Perdizes, para o São Paulo Fashion Week. Ou o mundo maravilhoso dos “posers”, em todos os sentidos. Já de cara comprovo que os famosos também fazem xixi. Ladeada por Mariana Weickert e Solange Meneghel na fila do banheiro, concluí que, assim como nós, pobres e anônimos, elas também dançam “ai bota aqui o seu pezinho” quando estão apertadas, também amassam papel toalha na falta de papel higiênico, e também vão desabotoando a calça antes de entrar. Passados os corredores e stands recheados de magrelas, malhados, travecas, e “Mayaras” (que vão vestidas descoladíssimas para ver se os olheiros as notam), acabei sendo fina e entrando na boa em um desfile que mais parecia uma caixa de lápis de cor Labra (aquele das cores borocochôs). Acabei me encontrando num parquinho TUDO que tinha desde gangorra até piscina de bolinhas! Encontrei também o nobre casal coralista. Tomamos (eu, Marcuix, Arthur) uns drinques no stand da Rhodia, agradecemos à Claudita e nos mandamos, porque, desculpa, eu não nasci prá esse tipo de programa!
Depois eu fui parar numa festa da República CACA, não sei como, e prefiro não tecer comentários, porque foi podre. Acho que peguei leptospirose de entrar naquele banheiro........

sexta-feira

Agora eu tenho comments no meu blog, e, coisa de loco, ele funciona!!! Esprema à vontade, eu gosto!
Tipo assim, eu sou um monstro. Então eu devia ser o Mojo Jojo, já que eu falo "Maldiçããão!" toda hora!




Take the Which Powerpuff Girl Are You? Test.
Caralho, será que meu destino é fazer testes?




EU VOU NO SPFW!!!
O Marcuix acabou de me dar a boa nova. Graaande Claudinha, a super fashion!
Acordei meio Jesus Cristo hoje. Feliz, sorridente, meio - veja bem, meio - vaidosa, dividi meu pão com minhas hamsters e dei bom dia pro meu porteiro out loud. Tomei chuva sem ficar de mau-humor, cheguei no trabalho sorrindo.
ESTOU COM VONTADE DE VOMITAR DE MIM MESMA!!!
Já recebi um cartão de aniversário, um cumprimento e percebi que a galera daqui tá achando que é hoje. Melhor, como bolo!
Depois eu continuo...