quinta-feira

2002. Ano bacana, curto, rápido. Eficiente no envio de boas novas: emprego bom, amigos novos, responsabilidades lidáveis, perdões, namorado, prazeres mais freqüentes etc. E por que não eficiente no exorcismo de maus acontecimentos? Sim, superei o mal com facilidade, por pior e mais novo que pudesse me parecer (caralho, soei um pouco She-ra!). Um ano bom no cômputo final. Experimentei mais, me dediquei mais, ouvi mais, confiei menos, me abri menos, me deixei levar um pouco mais e no final fui mais feliz.
Que venha 2003 e suas surpresas boas!


Agora me preparo pra dar uma banana pro trabalho e adiantar meus afazeres. No sábado eu me enfio em um sítio em Itu com Miguel, casal Lazzuri e casal caralhoputaquepariu Ribeiro. Me embrenhar no mato é tranqüilidade em cápsulas, woo-hoo! Volto dia 6 com um sorriso no rosto, carrapatos na canela e andar esquisito. Aguardem.

E pra quem fica.... já sabe.
Miráculo! Hoje distribuirei glitter pela pista com minha amiga Gabee! Luzes!
E amanhã cedo, com a graça do senhor feudal não trabalharei e poderei exterminar por completo a minha saudade!
O que é aquele híbrido de A-Teens com Le Tigre chamado T.A.T.U.?
Medo.
A vida é um palco - capítulo... whatever!

Dos conhecimentos Limeirenses


Bon Dookie diz:
"Ai, Palmira, pega uns tapauér preu levar uns doce pro Almeida, que ele adora!"
Fabio C diz:
é tapauar que fala... de tapar o ar, sacou? hahaha...
Bon Dookie diz:
hahahaha! ai, que ótimo!
Fabio C diz:
eu procuro achar a origem das palavras...
Bon Dookie diz:
cara, tenho que postar isso!!
Fabio C diz:
posta lá! eu adoro sair no seu blog... me sinto popular... hehehe...
Já fui esquecida.
Isso é que dá me transformar na Senhora Babaca.
Em homenagem a algumas amigas, ouço "She Bangs the Drums" e canto alto.

"kiss me where the sun don't shiiine"

Em seguida vou ouvir "William, it was really nothing" e lembrar da minha "cunhada" se jogando na pista de dança.

The rain falls hard on a humdrum town
This town has dragged you down
Oh, the rain falls hard on a humdrum town
This town has dragged you down
Oh, no, and everybody's got to live their life
And God knows I've got to live mine
God knows I've got to live mine
William, William it was really nothing
William, William it was really nothing
It was your life ...
How can you stay with a fat girl who'll say :
"Oh ! Would you like to marry me ?
"And if you like you can buy the ring"
She doesn't care about anything
Would you like to marry me ?
And if you like you can buy the ring
I don't dream about anyone - except myself !
Oh, William, William it was really nothing
William, William
Dos males o menor
E eu ainda nem ganhei o cd dos Tribalistas!

terça-feira

Preparo-me para mais uma noite. Sinto em dizer que estarei entediada até o fundo da alma, grudada na minha irmã e ela em mim para nos defendermos de perguntas imbecis, daquelas que a gente só ouve no Natal. A mesa será farta e meu pai olhará com cara feia para nós, só porque não estamos a fim de participar do jogo de mímica. Não saberei dizer quem é meu amigo secreto, sem que eu acabe perdendo a paciência e falando logo o nome dele. Meu vestido vai ficar pendendo de um lado e eu terei que ficar arrumando uma fenda toda hora. Dissertarei sobre as mesmas coisas que venho dizendo desde sexta passada: "Sim, eu estou no último semestre da faculdade, trabalho na Fbiz, do Fulano, e moro sozinha. Meu namorado? Tá no Rio". (Talvez seja bom eu decorar essa fala, ou fazer um jogral com ela). No fim da noite, meus primos vão sair para alguma festa, e meu pai vai dizer que não tem necessidade se arriscar na rua, então voltaremos para casa com um nível de tédio ainda maior para acordar no outro dia e aturar a fase dois do sofrimento: o almoço de Natal. Desta vez contaremos com a presença do outro lado da família, que não é meu. Mais uma batelada de kibe, esfiha e ignorância. Passarei o dia no telefone combinando algum programa com os remanescentes. Já tenho planos de fuga para hoje, com uma grande garrafa de Seleta, a pinga que alivia. Uma certa hora da tarde não agüentarei mais e me trancarei no quarto com minha mãe. A salvação estará lá, até meu pai, incomodado com a nossa postura "nada árabe" vai nos mandar de volta para a sala, que tem alguma tia querendo tirar foto.
Não tenho apreço algum pelo Natal desde que minha avó morreu, ou talvez desde que eu parei de ganhar presentes. Agora para mim é só mais um programa chato de família, em que eu tenho que me vestir como uma mocinha decente e ouvir asneira a noite inteira com cara de quem está gostando.
Resta a mim, à meia-noite, cumprimentar a todos dizendo "Nazareno já morreu, antes ele do que eu". Talvez eu me divirta mais.
FELIZ NATAL

hahaha, vai cair um raio "nimim".
E a saudade, o que eu faço com ela?
Deus dá nozes, rapadura, quebra-queixo, puxa-puxa, pé de moleque e ploc velho a quem não tem dentes.

segunda-feira

Utilidade pública

Você está aí, largado no mercado de trabalho, xingando o tio Gracioso (ou qualquer outro diretor escroto) por não ter cumprido o que prometeu, e gostaria de trabalhar em um lugar bacana, onde as pessoas podem vir vestidas do jeito que quiserem (sic)?
Seus problemas acabaram! A Fbiz está distribuindo vagas para estagiários (veja bem, estagiários) de design. Paga-se bem, e ainda dá VT e VR. Interessou? Mande um e-mail para Alê "Soft Talk" Guidini contando a sua mazela e ele te avaliará. Passando no teste do sofá, pode se considerar um fbizer.
Obs.: Pede-se às meninas virem sem calcinha.

Bummer, Strummer...
"A vida tem um timing escroto."

Sinto concordar, Nando.

Enquanto eu estava lá, parada feito uma vadia no balcão do bar, nada de bom me acontecia. Agora está bom o suficiente para me vir qualquer coisa.
Se o ditado "Quem meu filho beija, minha boca adoça" estiver certo, meu pai junta abelhas na cara.

O que? Já se esqueceram dos Clube das Metáforas Infelizes?
Por que certas relações não necessitam ser estendidas.

É fim de ano. Motivos não faltam para comemorar, e é nessas horas que a grande maioria das empresas se enganam. Toca a secretária chamar todo mundo no PABX ou no e-mail coletivo para uma happy hour de fim de ano. É lá que será feita a entrega do amigo-secreto e haverá farta churrascada aos presentes.
TUDO ERRADO!
- Quem disse que seus companheiros de trabalho são seus companheiros de bar? Quem afirma com tanta certeza que você quer sentar ao lado daquela megera que quase te garantiu uma demissão com um chilique corporativo? Por isso que essas reuniões são desnecessárias, porque você está ali prá se divertir, e isso é pouco provável quando se tem que manter uma certa dose de tato prá acabar não falando o que você realmente sente pelo babaca do comercial.
- Amigo secreto requer uma dose grande de criatividade e pouco lugar-comum para ser divertido. Ou senão explicar com chistes jocosos que você tirou o maninho nerd da tecnologia pode se transformar em catástrofe.
- Teu chefe nem sempre é um cara bacana com o qual você gostaria de conversar a noite inteira. Ele só é bacana porque te paga. Só. E ele também não precisa conhecer teu comportamento frente às bebidas.
- Conviver com a falta de educação alheia sem ao menos poder fazer um comentário audível é quase um tormento (explicado o post do Holiday in Cambodja).

É por isso que eu digo: é tragédia misturar ambientes. E eu não precisava de um almoço-kosovo no meu Natal.
Frase do fim de semana

"Minha bunda para os sentimentos reais do Roberto Carlos"
- minhã irmã desmerecendo o assunto em pauta no jantar
CARALHO!

E se teu sonho de consumo viesse até você te implorando para ser comprado?

Tem coisas que só a segunda-feira faz por você.
Menina cara-inchada-havanaguila-pau-no-cu has entered the building.

sexta-feira

holiday in cambodja

eca.
Coisas que liberam a Poliana dentro de mim:
- ver uma criança ser bem-educada pelo pai.
Falling in love is so hard on my knees.

quinta-feira

Definitivamente, pó de guaraná never ever!
Rancid's cuttest

It's over before it starts
Oh don't you know?
So on your marks and stand by, ready, go
From London to New York, Montreal to Tokyo
I see visions of her everywhere I go
What have I become? Now that I'm all alone
I'm just looking for a way of breaking through these walls and I'm just looking for a place that I can call my home and I
s anybody out there got a soul? 'Cuz I'm just looking for a girl The girl with a heart of gold

She overdraws one's account with her champagne taste
She goes straight down the rathole with her total recklessness and
Tomorrow will come on through And I got nothing but a barely mentioned
Nothing but a sillouette girl Mental darkness
Yeah I'm in the corner I start over I start the whole slate clean
All the pain and heartache in all my years I was always to blame
And I dream of this girl Yeah an angelical ghost I met her in my neighborhood
I'm a downtown member in the frontline
Don't let me be misunderstood Heart of gold!!!
E no fim eu ainda não cumpri a minha resolução deste ano, que era aprender a dançar break e ir no Combate que aconteceu em fevereiro. O quê? Eu tô falando sério! Meu sonho é fazer o relógio no chão.
Começou em 99, fechando 2.
Em 00 teve meio.
Em 01 foram 3 e meio.
Em 02 foram 3.
Ao todo, 8 (sim, eu contei certo) em quatro anos. E ainda me perguntam se é fácil ser pata. Ô se é!
Aqui está minha letra ananática, toda Brasil, Bahia, bananeira...

Tcherererêkundu

Quero brasilianar quero agaxar
tem semberembê no misógino sereno
a lua lasciva link me
Quero brasilianar quero agaxar
Tcherererêkundu misógino
Apagou no lundu.
Lá vem mãe Ivone

Bis

Bahia, Pirapora, Lisboa
Encontram meu primo, Iansã
O beijo belo tem benção
água mole não quer pedra dura
Mas eu quero brasilianar, quero agaxar

Repita 87 vezes até levar um tiro.
Mal nasceu o pequeno freak, e já vieram procurar por Mano Wanderneisson no meu blog.
É, Jorge, vou continuar sua brincadeira.
Ontem eu me senti um evangélico acusado de estupro.
"Não foi eu não, seu puliço. Era o demo me possuindo!"

quarta-feira

Mais um pouco de dia atípico:
Ouço Clementina de Jesus e canto alto, fazendo a Mari rir da minha cara. Aí eu ganho um presente ultra-necessário do nada.
Vamos esperar até o fim do dia...
I said a hip hop the hippie the hippie
to the hip hip hop, and you dont stop
the rock it to the bang bang boogie say up jumped the boogie
to the rhythm of the boogie, the beat


Quem adivinhar o que esta música virou, ganha uma "janta" com laranjada em casa.
Dias atípicos, como eu adoro. Almoçar em casa, tomar um banho gelado e declarar eterna devoção à nova empregada que deixou minha casa "um brinco". Baixar a música dos Goonies e ganhar "cesta de Natal" do trabalho. Passear nesse solão de óculos, sem blasfemar e saber que na sexta não terá expediente.
Keep it that way.
Cara, que vontade de cantar uma música bem GUEI hoje.

"And if I should falter,
would you open your arms out to me?
We can make love not war,
and live in peace with our hearts...
I'm so in love with you
I'll be forever blue
What religion or reason
Could drive a man to forsake his lover?"

pronto!
Alegria de tonto dura pouco.
Pessoas não deviam deixar minha cabeça fértil logo depois de ter ouvido Racionais logo cedo.
Não me faça chamar a preta...

terça-feira

Digamos tchau e abanemos nossos lencinhos para Vince Vader, que se desliga desta dimensão fbizeana. Os almoços vão fazer mais sentido, infelizmente. Ainda nos resta a pizza do Bennets, guerreiro!
Mano Wladimir? MANO WLADIMIR?! MA-NO WLADIMIR?!
O que a Marisa Monte tem na cabeça?
Se Vanessa-filhinha estivesse em terras brasileiras, dançaria comigo.


Come on, Vogue!
Ela veste botas nazi pretas, frente-única colorida e tem os cabelos para trás cheios de pomada. A boca vermelha e o olhar torto denunciam. Pensa em Suzane von Richthoffen, sem motivo. Aí o interfone toca e ela mal despede. Segura os braços da amiga e ri com a cara espremida: - hihihihihihihihihi!
Entra no táxi com a elegância de Diana e diz:
- Por favor, eu vou para a Vila fhujfhdjfhfhdjff

Tudo isso para introduzir o maravilhoso espetáculo "Como um bom vinho Don Tosco pode te fazer feliz"!
Em breve, em algum álbum perto de você.
Menos um dumbinho (ainda não parei de produzir elefantes)
Que bom que nada mudou para pior. Que bom que deixamos tudo mais claro.
Já dizia minha amiga Ivana Trump, em sua almofada bordada em ouro:
"The best is yet to come"
- Eu trabalho com internet
- E dá dinheiro?
- Não, dá pau.
I’m all lost in the supermarket,
I can no longer shop happily,
I came in here for that special offer
Guaranteed Personality
Bolsa laranja engenhosa, óculos fumê-estiloso preto-Trinity e esmalte laranja-cheguei. Rufen Sie mich apfelsine an. Shopping craze no sábado, com o incrível namorado que gosta de fazer compras. Conhece? Eu tenho um assim. Já eu dei as utilidades do lar mesmo: toalhas, fronhas e camisetas. O jantar de sexta deu certo, fora as malditas espinhas. Conheci o Victor. Finalmente voltei ao cinema, desta vez para ver Edifício Master. Muito bom. Mais shopping craze na Fnac, desta vez para o amigo secreto e o amigo do peito. Céus, como gastei, como afofei, como fiquei feliz!

sexta-feira

Estou com a veia cozinheira a toda.
Hoje eu vou comer isso aqui.
Bom, afrodisíaco segundo o site, e aprovado pelos outros degustadores.
Opa, achei minha paciência! A Marcelle e a Nalu estavam escondendo ela. Deixa eu botar meu colar de havaiana e voltar a trabalhar.

ouvindo The Specials fica mais fácil
vontade iminente de mandar tudo às favas.
perdi a paciência de repente e não estou afim de procurar por ela.
Cólica e dor de cabeça infernal, ao mesmo tempo, são realmente necessárias com esse calor suficientemente insuportável?
O prêmio Trakinas D'Ouro foi entregue mais uma vez, na categoria "Y tu hermana también":

- Eu gostaria de agradecer meu irmão pela popularidade, carinha de codorninha e seus sapatos da Lupercália, que tiveram grande influência na minha escolha.
I'd like to drop my trousers to the world...

Enfim, férias. E não me contradiga.
- E então é essa a conclusão do nosso diagnóstico.
clap clap clap...
- Bom, primeiro de tudo eu gostaria de fazer uma observação sobre a Bia. - Gelei! - Menina... que visual lindo! Tá de parabéns!

Se sua situação de pge é constituída de mulheres saindo pelo ladrão, cuidado: uma apresentação pode virar papo de cabeleireiro!

quinta-feira

Às vezes eu penso como homem.
Isso me livra de várias.
Foi o sintoma que passou, ou eu que aprendi a viver com a coisa?
Eu passei três meses dizendo que não suportava tudo aquilo. Eu pagava de megera, desligando tudo e reclamando de dor de cabeça. Fiquei feliz quando soube da morte dele. Agora, cometo uma grande contradição:

Sim, eu estou ouvindo (what do you want?!) Atari Teenage Riot! Go! Go! Go!
Hip hop horray...
ho...
hey...

hoje é dia de baixar o globo no servidor e cair na pista com a secretária.
Metadona escrita

Meu garooouuuto!
Aserejé, ja deje tejebe tude jebere
sebiunouba majabi an de bugui an de buididipí


Hoje é a segunda apresentação de PGE. A letra a gente já decorou, só falta dançar com mais emoção.

quarta-feira

Fico feliz com o tanto de elogios que meu cabelo recebeu. E pensar que este mesmo corte me rendeu grandes apelidos e traumas há 8 anos...
Alguém diria que há algo de errado comigo só porque eu peguei TRÊS ônibus errados ontem?
Ainda não decidi qual a trilha do meu dia, só sei que tem a ver com minha fita anti-social. Algo entre Shitlist e No Surprises. Chupei limão antes de sair de casa, mas estou controlando meus surtos melhor do que imaginava.

Acredito que mulheres em TPM deviam por lei controlar seus chiliques e perdas de paciência. Ninguém é obrigado a suportar mau-humor, e falo isso porque me conheço.
"Fique na sua" devia ser o slogan da campanha.
"Enfie suas respostinhas atravessadas de volta na goela e cale-se".
"Se não vai ajudar em nada a sua rabugentisse, guarde ela para você".
Ainda vou fazer camisetas com isso.
Não, não vou sair do sério, estou em modo casulo hoje, e só sairei para boas-notícias.

terça-feira

Fatsowhat?

Almocei no indiano com o Miguel. Fazia quase um ano que eu não comia aquelas gororobas boas - talvez o único tipo de culinária que eu não faça manha antes de comer coisas desconhecidas.
Agora me entupo de pralinê e fico pensando na azia que virá a galope, porque eu me conheço.
Ruuudie can't faiillll
Por que que quando você põe uma blusa "mais simples" por baixo da de manga comprida, invariavelmente faz calor e você tem que desfilar seu trapinho o dia inteiro?
Pararei de produzir elefantes nas costas até junho próximo. Adeus 7o. semestre, agora é só pge!
Eu queria mandar de presente um swab retal para cada professor que tentou botar terror porque eu não sei mexer em Flash. Obrigada, eu não preciso ver vocês e seus dentes podres.

segunda-feira

Em tempo:

a música nova do Wallflowers é muito boa!
Na senzala da vida, eu e Mari somos negras de casta menor. A senhora de engenho pode ter seus caprichos à vontade, enquanto a gente se chicoteia perante os erros.

Ora, vê lá se eu ainda estou nessa época pré-abolicionista!? Ide às beiras do fiofó, madama, que eu não suportarei seus chiliques!
Confissão à menina que previu isso tudo:
"Bem que você falou de troca. Eu diria adição. Sim, querida, fiquei perdida, embasbacada, com os olhos grudados lá. Que coisa, não? Pensei muito em você na hora. Era tudo: o jeito de falar, o balanço da cabeça, o olhar perturbado, o sorriso que me vinha. Esqueça, não posso. Mas quero, quero tudo de uma vez. Não estou louca, não, né?"
Saldo positivo do fim de semana:

* cabelos mais curtos, mais vermelhos e mais bonitos, admito
* unhas (bem) feitas, acerolinhas nos pés
* salões de beleza bons e baratos
* shopping craze
* incensos de baunilha que eram para ser presente, mas acabaram meus
* festa boa, muito boa
* momento invejinha
* descanso
* comida boa
* elogios, novamente

Meus agradecimentos vão para o casal Lazzuri - Marina pelas dicas, Caio pela paciência com programa-muié - e para meu querido, porque me deixa feliz.
Honestly
Eu sabia que o cara que liderou a banda que eu mais gosto não me decepcionaria.

sexta-feira

Pinga, carinho, calor senegalesco e vontade de ir embora.
Sexta feira alivia a dor.
Hoje tem show do Lava.
E amanhã, oh sim, irei me embonecar.
Parabéns, Tammy Gretchen!
Legal mesmo é falar pro seu melhor amigo que a namorada dele faz barulhinhos estranhos.
Aí eu resolvi me secar ao vento e acordei de madrugada com a toalha enrolada na cabeça e o corpo gelado.
Acabo de descobrir que por livre e espancada vontade fui incluída em um amigo-secreto da família. DARN!
Êêê... os Bonduki tentando animar o Natal... Bom, não reclamo, pelo menos é um tio legal, só que ele curte programas de computador, cavalos e motos. Sugestões são bem-vindas. Substituições na minha participação do evento também!
In Dog We Trust

Aqui, os Hot Doggers, as Ketchupers e eu, com cara de "tá bom criançada, acabou o ensaio".
O mundo é uma quermesse e o pároco é o Nando.
Chuck Taylor, oh dear, how I missed you...

Ok, agora já chega, tá doendo meu calcanhar!

quinta-feira

Ainda com o colar havaino.
me impressiona o tempo que eu levei até começar a me achar ridícula
A preguiça é maior que tudo, por isso fofoco com a Mari, decidimos presentes e encomendamos comida. Como é bom "viborar" a tarde inteira! Agora vou lá exterminar carências. Tô ultra-Felícia hoje. Beware.
O colar me deu poderes...

E aos que perguntaram, aqui vai minha wishlist de natal:
óculos de sol
quimono de seda
roupas
tatuagem
piercing (pode ser só a jóia)
livros
Where is my John Wayne
Where is my prairie song
Where is my happy ending
Where have all the cowboys gone
Where is my Marlboro man
Where is his shiny gun
Where is my lonely ranger
Where have all the cowboys gone
Yippee yo, yippee yeah
Tive a impressão de que o jogo do Corínthians aconteceu na ESPM. Ainda vou tirar isso a limpo.
A quinta feira só começa boa depois que você veste sua calça mais cafona e trabalha com um colar de havaiana no pescoço.

quarta-feira

A vida é um palco - capítulo... zzzzz

- Sexta eu vou dar minha festa.
- E onde vai ser?
- No Romanza. Eu e mais 15 homens.
- Hahahaha. Não, sério, onde?
- É sério.

grilo acme, precisarei de sua ajuda....
Cupid hath pulled back his sweetheart's bow
To cast divine arrows into her soul
To grab her attention swift and quick
Or morrow the marrow of her bones be thick
With turpentine kisses and mistaken blows

See the devil may do as the devil may care
He loves none sweeter as sweeter the dare
Her mouth the mischief he doth seek
Her heart the captive of which he speaks
So note all ye lovers in love with the sound
Your world be shattered with nary a note
On one cupids arrow under your coat

And in the land of star crossed lovers
And barren hearted wanderers
Forever lost in forsaken missives and satan's pull
We seek the unseekable and we speak the unspeakable
Our hopes dead gathering dust to dust
In faith, in compassion, and in love
COMO CU DE CURIOSO
Chilli é bom.
Bile não.
Poxa... prá quê?
TÔ PERPLEXA, SIM, CARAMBA!
Infelizmente minha redoma-Poliana me envolve hermeticamente quando coisas desse tipo acontecem. Que merda.

terça-feira

tenshi diz:
VAI BIA!
UM DOIS,...TRES!

Bon Dookie diz:
I try to discoveeeer
tenshi diz:
A LITTLE SOMETHING OT MAKE ME SWEETER!
Bon Dookie diz:
oh baby refrain
tenshi diz:
FOR BREAKING MY HEEAAAAARTTTT
Gildemeister diz:
i'm so in love with you
i'll be forever blue
that you give no reason

Bon Dookie diz:
why you make me work so hard!
Bon Dookie diz:
that you give me no
that you give me no
that you give me no
that you give me no

Gildemeister diz:
soooo
Gildemeister diz:
i'll hear you calling
Gildemeister diz:
agora
tenshi diz:
TODO MUNDO JUNTO!
Bon Dookie diz:
OH BABE PLEEEEEASE!
Gildemeister diz:
Todo mundo
Gildemeister diz:
GIVE A LITTLE RESPECT
Gildemeister diz:
TOOOOOOOO MEEEEEEEEE

I'm, like, soooo busy!
Grande achado: uma lista de quem fez cover de quem.

E depois de um jejum de cds comprados, adquirindo só coletâneas de amigos, comprei o clássico "London Calling" do The Clash. Claro que o que me levou a comprar foi o preço (R$14!) adicionado ao meu apreço pela banda.
Massinha, trash music, pula-pula, banho quente, beijinhos seguidos na nuca

minha vida está voltando a ser do jeito que eu pedi.
Será que um momento barato me tiraria a habilidade de uma vida inteira?

segunda-feira

Nunca pus tanto as coisas na balança como agora. Nunca revi tanto minhas atitudes e considerei tanta coisa. Isso me orgulha de alguma forma. Preciso das conversas com a parede permeadas de lágrimas sem sentido, dos pensamentos antes de dormir, reconsiderar meu dia, ver se é isso mesmo. Cansei de seguir cega até a próxima surpresa.
Não devia deixar de postar

A long December, and there're reasons to believe
Maybe this year will be better than the last


Odeio a banda, mas a música... pãn... tem a ver

E eu acabo de receber um convite para viajar pela Carolina do Sul no Natal. Crueldade...
Eu sou a funcionária mais vagaba, que passa alguns minutos trancafiada no banheiro tirando as sobrancelhas.
E meu ouvido? Meu ouvido dói.
Dóem também meu ombro direito, meu punho, meu estômago e meus ovários.
Estou podre, podem me jogar fora.
Pronto, um mamute a menos em cima das minhas costas. Agora sou conhecida por "A Incrível Máquina Fazedora de Quiz". Quer testar? Insert a coin!
Queria mandar um beijo no coração (argh) do Sr. Poço de Cultura Inútil. Sem ele nada seria possível, se levar em conta o estado híbrido em que meu cérebro se encontra. Sim, a minha memória, única coisa que prestava dentro da minha cabeça, a de elefante, foi pro saco e prometeu não voltar.
Mas você pensa que foi só isso? Não, não passei o fim-de-semana fazendo 250 quizzes. Teve também o meu, o seu, o nosso PGE, com direito a pesquisa no shopping, MUITO espírito de porco, pescadas da Paxtelão e uma quantidade pequena de surtos em relação ao esperado.
É, eu estou imensamente cansada. Mas o alívio compensa.

domingo

Se não houvesse o espírito de porco, não haveria sanidade.
Foi bom voltar aos pequenos surtos das meninas bobas, cantar em francês achando que sabe, fazer o bonecão de olinda e os "pããã... rarararararã", se jogar de motinho e entoar o hino de Rod "Loló, loló, ló-loló, lolóóó".
Faltou gente. Um dia a gente relembra direito.