terça-feira

Quando eu disse que precisava de empurrões de incentivo, não imaginava um assim tão forte. Tá vendo, caramba? Nem reclamar mais eu posso.
Meu umbigo, seu umbigo, umbigando e enriquecendo. Tive até uma idéia de nome de projeto: "seu pau chega no umbigo? então enfia no cu que a distância é igual".
Fantááástico! Preciso começar isso JÁ!

love love love
i do do do
damn damn damn
you you you
cu!
Já que eu fiz 6 pessoas rirem desesperadamente no sábado (ignorar a não-plenitude de faculdades mentais), vou recontar uma história verídica aqui.

Teve o dia que eu fui parar na Santa Casa de São Paulo, com intoxicação alimentar. Foi uma noite que eu fiquei enjoada, vomitei umas 5 vezes, desmaiei mais umas duas, até que notei que algo estava muito errado, e que o hospital era meu destino. Fomos prá lá eu, roommate e namorado, só que eles tiveram que ficar prá fora, e eu entrei sozinha naquele saguão aprazível, cheio de doentes e estudantes de medicina do primeiro semestre. Uau! Fui atendida por uma auxiliar de enfermeira com cara de porca que resolveu, depois de meia hora, me dar soro. Acordei vomitando verde num latão de lixo, com uma estudante me olhando e esboçando um sorrisinho, enquanto segurava a minha cabeça. Qualquer semelhança com Linda Blair é mera coincidência.
Finalmente me puseram numa sala melhor, deitada em três cadeiras de clube lado a lado, enquanto tomava a primeira dose de soro. Peguei no sono uma hora, e acordei com cafunés no cabelo. Era o enfermeiro daquela área, um cara bacana, comovido com o meu estado verde-enfraquecido. Meio bichinha, ficou lá falando "meniiiina, como você está braaaaanca, mas você vai melhorar rapidinho".
Quando consegui abrir os olhos por mais de dois segundos, virei prá cima e notei uma coisa: o cara não tinha o dedão. Ai. Ai. Ai que aflição. Era tragicômico demais, a única mão que me fazia carinho era sem-dedo! O soro parou de fazer efeito, não sabia se chorava ou dava risada, OU se fazia a Poliana - ele é maneta, mas se importa comigo. Coitado, eu lá tendo pensamentos de humor-negro e o cara sendo maiores prestativo. Era a cereja do bolo naquele dia, podia deixar de lado os baleados, as velhas com elefantíase na perna; o meu castigo por maltratar o estômago era ganhar carinho de sem-dedo e pronto. Depois disso, o hospital perdeu aquele ar sinistro e eu suportei até ficar ao lado de um bêbado contrariado.
Triste.

segunda-feira

Testes de stress são desnecessários quando você conclui que 24 horas fora de São Paulo equivalem a um feriado de quatro dias.

"Minha cabeça é separada por grupos de imagens, tipo Image Bank"

"Aaah, agora eu sei de onde vêm as vinhetas da MTV"

"É tipo aquele filme, 'A Incrível Mulher que En...'"
"- ... Engole?"
--x--
Ai, ai, quanto riso, quanta alegria, mais de mil palhaços na casa. Atibaia foi bom, esclareceu sentimentos, mostrou onde quero estar.
Mais uma bolinha que se encaixa no buraco.

"Querida terapeuta-que-lê-nas-entrelinhas,

Faz duas semanas que eu não apareço aí, como de costume, mas desta vez me fez falta. A última sessão foi dolorida demais, chorei muito e por pouco não fiz cagada.Tudo isso porque você ousou dizer que não acreditava no que eu dizia, e isso virou cocô na minha cabeça fértil. Tá, passou, mas tem mais coisa, e eu juro que não queria me confidenciar com você. Mas aí, com quem mais eu falo? Não é justo esse monopólio de confiança para as confissões mais internas. Infelizmente, você é a única que tem desprendimento suficiente para ouvir meus pensamentos mais chatos, feios, bobos e dignos de tapa, embora você goste de dar opinião, e eu esteja necessitada de algumas mesmo.
Façamos assim, se eu aguentar até amanhã: você me receita um modo de vida e eu prometo não reclamar mais. Passe as doses, preços, genéricos, e eu me mando rumo à sanidade.
E, by the way, preciso te contar cada coisa da Aline..."

quarta-feira

Ao invés de chegar em casa e sair em seguida correndo, deitar no air-o-space, abrir uma cerveja e um saco de batatinhas e ler uma boa Revista Veja.
Ao invés de restaurantes toda noite, um sofisticado sanduíche de quibe-maionese-mostarda-e-resto.
Ao invés de filmes, Senhora do Destino com erros de cena.
Ao invés de dieta, Vaca Preta com Espuma.
Ao invés de outro, você. Porque é assim nessa calma que eu quero ficar. Sem ter que me provar além, sendo a mongolóide por quem você se apaixonou. Mongolóide, esta, que gosta de você assim, DDAzinho e ultra-franco-porrada.
Me fiz clara?

terça-feira

www.prontofalei.com.br
--x--
a bobose bate à nossa porta, com a criatividade que só nós temos.
--x--
te contei?
--x--
uma amiga do cacete. não me custa nada.
--x--
se eu soubesse que podia ter tudo isso sem comer um quilo de bosta... ia ser sem graça, desencana.
--x--
hoje o silêncio partiu a avenida ao meio.
--x--
suma, puleeeeze

segunda-feira

Pat me mandou essa música, e me disse que era exclusiva para os amigos VIPs. Posto a letra, lisonjeada, para os meus VIPs entenderem.

*instruções: ouça a música, leia a letra, e cante de olhos fechados, gritando. voilá, você é um comercial do Sucrilhos!*

Like a friend
(Pulp)

Don't bother saying you're sorry
Why don't you come in
Smoke all my cigarettes again
Every time I get no further
How long has it been?
Come on in now, wipe your feet on my dreams
You take up my time
Like some cheap magazine
When I could have been learning something
Oh well, you know what I mean, oh
I've done this before
And I will do it again
Come on and kill me baby
While you smile like a friend
Oh and I'll come running
Just to do it again
You are the last drink I never should have drunk
You are the body hidden in the trunk
You are the habit I can't seem to kick
You are my secrets on the front page every week
You are the car I never should have bought
You are the dream I never should have caught
You are the cut that makes me hide my face
You are the party that makes me feel my age
Like a car crash I can see but I just can't avoid
Like a plane I've been told I never should board
Like a film that's so bad but I've got to stay till the end
Let me tell you now: it's lucky for you that we're friends.
Oshinibizinhoquiamôlidibia

O fim-de-semana podia, na visão dura dos não-amantes, ser uma compilação de cenas enjoativas de tão fofas. Posso contar assim, se vocês estiverem a fim de vomitar. Pode ser? Toma.

"Acordei cedo e meu bizunzunguinho me trouxe iogurte, suco di laranja e torradinhas na cama. Ele não é o maisi cutchuco do mundo? Aí a gente foi fazer ioga juntinhos, porke a genti não se desgruda, sabe? Tomamos kafé de novo e fizemos muito xamego, uiui, como ele é linduuu. Aí a gente almoçou no Mc Donald's, ke é o restaurante oficial de "nós dois" e fomos às compras.
Ai, escolhi tanta coisa linda prá ele, mas ele sempre fica lindo, sabe? Ele me deu roupas de presente, ke ele escolheu. Ele tem o melhor gosto do mundo!

Depois a gente fez as malas e foi pro Guarujá! Uhu, praia e bizunzunguinho é a coisa mais thudy ke tem! Jantamos fora, konheci a irmã deli, dormi mooooito e fomos à praia. A genti fikou um monte lá, estou keimada. Tomei sorveti, komi pastel, pulei na água com meu amôli, thudy di bom!
Aí a genti voltou e eli foi trabalhar :( buuuuu. Mas foi lindu!"




Quem vomitou levanta a mão! Quem? Eeeeeeu!

quinta-feira

Eu posso cantar meu dia de ontem como várias músicas do New Order.

The picture you see is no portrait of me
... and it's driving me wild, makes me act like a child.

There's no problem with mine, but it's a problem I find.

I used to think that the day would never come.

I know, you know, we believe in a land of love.

Infelizmente eu só sei ser cafona nessas horas. Ei, eu tenho um namorado agora (na verdade, há quase 5 meses). Ele me leva comer Big Mac a uma da manhã. Ele vai me deixar gorda. Eu deixo ele arrepiado no braço - hoho! Ele tem medo de filme de suspense. Eu tenho aflição no pé. A gente janta sorvete com corn flakes. Não, ele não tem apelido fofo. Eu chamo ele de besta e ele me chama de trouxa.
Ai ai, l'amour.

quarta-feira

Você sabe que chegou ao nível Grand Master Shitmaker Truco quando transforma uma das melhores coisas que possui no momento em uma tristeza. Por favor, pombinha, venha e cague na minha cabeça. Ou melhor, deixa que eu mesma faço.

terça-feira

furieux comme un enfant. diz:
acabei de baixar daft punk-one more time
furieux comme un enfant. diz:
o video.
furieux comme un enfant. diz:
é lindo lindo lindo
furieux comme un enfant. diz:
even makes the music bareable
j'ai un esprit troublé diz:
eu já vi o vídeo, mas nem isso me fez esquecer o dj zé pedro

segunda-feira

- Como foi de feriado?
- Mais fútil, impossível.

Deve ser influência do livro, tirando o Himalaia de cocaína, ou trocando isso por piadas infames a cada parsec. Bati perna, saí, fiz comprinhas self-indulgent, comi bem, dancei, falei merda, comi coxinha, vi três filmes e acabo a segunda-feira inteirinha, como um mortal bem finalizado. Pudera, dormi doze horas de ontem prá hoje - afinal o vício ainda não acabou. Foi bom para ter o que a tia fróida chama de "momento para si mesma". Tive, aos montes, sozinha, acompanhada, sozinha com gente em volta. Concluí muito e permaneço ticando os pensamentos concluídos. É como me disseram, parafraseando o grande Guilherme Arantes (?), "deixa chover, deixa a chuva molhar".
Terminei Hell - Paris 75016, fiquei mal por me identificar com um parágrafo do livro e ter avalanche de más lembranças, mas não achei que me acrescentou. Se um dia eu nascer rica e fútil, talvez entenda. Vi a bunda do Gael e estou perturbada até agora com aquilo tudo. Vi também Caubóis & Anjos, e achei fofo fofo fofo Frei Damião. Não gostei de O Filho, ou não tava no espírito.
Tem dias que tudo o que eu preciso é de um espírito bobo. Deixo de lado as palavras difíceis, os carões de conteúdo, os what-it-takes-to-be-happy que para mim não servem de nada. Uma boa alma e meu dia fica ótimo.
Meu feriado foi feito de boas almas, e tem uma presa em Jandira que tá me matando de saudades.

sexta-feira

Pessoa 1 diz:
o cara é daqueles que vc fala oi e ele já vem "te chupo toda"
Pessoa 2 diz:
manda ele ir comer ostra...

Sexta-feira longa e bem finalizada.

quinta-feira

Meu mais novo vício é dormir cedo. Depois de um fim de semana inteiro com os olhos estatelados, eu não deixo passar uma oportunidade de dormir antes da meia-noite - e olha que eu acordo às 8h30. Vai chegar o dia em que eu vou sair às 18h do trabalho, subir prá casa, tomar banho e... catapoft. Cama.
Minha mãe ficaria orgulhosa.
Mars Bar Hanuta
Undertones

I need a
Mars Bar Hanuta
Hey raid the Spa
To help me through the day
I need a
Mars Bar Hanuta
I've had total fun
It helps me - makes me - work rest and play
It helps me - makes me - work rest and play

I never eat my dinner
I push away the plate
You can see I'm getting thinner
Because I just can't wait

To get my
Mars Bar Hanuta
Hey raid the Spa ...

To Patrick Moore and David Bowie
And all the other stars
There's evidence here to show
That there's life on
Mars Hanuta

I need a ...

There's glucose for energy
Caramel for strength
The chocolate's only there
To keep it the right length

I need a ...

To anybody out there who still eats Twix ?
Anybody on packets of Buttons ?
I gave them up when I was six
I hope your teeth are rotten

I need a ...

Work - rest and play

terça-feira

Desde que consegui meditar pela primeira vez, tenho conseguido mais e mais entrar no mundo da Mongolândia. Basta pensar em coisas como "mergulhar em um prato de Macarroni & Cheese" e "sai daqui, cocô-na-cabeça" que tudo flui, e eu só preciso me policiar prá não acordar babada.
Agora, o que fazer quando o direcionamento da meditação é imaginar uma flor de lótus laranja de duas pétalas, sendo que eu não faço idéia de com que caralhos se parece uma flor de lótus?



segunda-feira

"A única direção que combina com o álcool é a direção da cama"
Seu Zé Micheloto, a partir de agora meu filósofo favorito.
1
Aí teve Tim Festival, e eu fui, e gostei, e dancei até amanhecer, e yadda yadda yadda. O problema que difere esse dos outros é que eu estou velha, e ficar uma noite em claro pode me custar o fim-de-semana inteiro.
2
Comecei a ler "Hell Paris um-monte-de-número", da Lolita Pille. Quer saber? Bela merda. Mas, admite aí que você não desgruda os olhos daquela reportagem sensacionalista da Veja sobre jovens? Então, é a mesma coisa, ótimo prá dar sono.
3
Todo mundo devia comer, pelo menos uma vez ao mês, no Outback. E ser acordado com misto quente e rocambole de goiaba toda segunda. Comer é a única coisa que me faz esquecer a cólica matinal e o mau-humor de praxe.
4
Cansei de Ser Sexy é bom, sim, mas é longo. E eu super Cansei de Tentar Ser Alguém. Hoh!
"Ele é incrííível, ele é italiânuuu, ele é japonêêêis
Eu já virei freguês"
5
É, acho que esqueci. E não é que estou orgulhosa de esquecer?

quarta-feira

Feriado, comemore, e eu virei uma azeitona. Não, uma uva. Não, uma rata.
Tá, a exibida já conseguiu falar que passou quatro dias a base de queijos e vinhos e alcachofra e caneloni. E, claro, voltou parecendo um tatu-preguiça.

...

Quem foi que casou mesmo? E quem ganhou a eleição? Só vi que tiraram meu poster da Martinha da minha janela.

...

O que é, o que é?
Chega de viagem e vira drag queen.
Eu, uma pagadora de micos nata. A-muáh.

...

Roommate lindo disse que se fosse hetero, não moraria comigo. Ia querer me comer o tempo todo. Uai, qual o problema então?!

...

Eu tô insuportável, eu sei. Trate-me bem e adquira seu demônio personalizado.

...

Jesus amado, bebi muito. Acho que é mais um sinal para largar o Lobotomagic.

...

Quando a cobiçada te cobiça, é o que? Impulse ou bad timing?

...

Ir para São Roque pode ser um problema quando a ex-moradora em questão é uma besta saudosa. Já pensou ouvir comentários sobre cada canto da casa? E pior, do gênero "tardes na piscina têm gosto de vitamina de banana". Uorgh.

...

Eu vou no 2manyDjs com o Princeso Jorge, como referência para nossos shows. A tendência agora é ter referências hype. Não que a gente vá fazer algo com isso, fora piada.

...

Ai, cansei de tentar ser engraçada. Vou ali com a Pat, minha mais nova "personal hysterical laugh maker".