sexta-feira

Hilda

Nossos amigos vão prá fora e mandam notícias fazendo bonito.
Mas não façam a monga que nem eu: na sessão This Issue, embaixo da foto da flor, clique na setinha.
Acenda um incenso de patchuli e leia isso aqui. É muito intééénso, dééénso e profuuuundo.

Eu ando "amando" demais, num jeito bom. Pff, grandes bosta. Tá, vou começar de novo. Sabe quando você pensa numa pessoa, e ela te traz uma alegria imensa, uma "vontade de viver" (ai), e você abre um sorriso? Eu não tinha disso. Não, senhor, este sentimento não se encontrava ni eu, perdão. Prá mim, amar era aquela coisa capacho, desgraçada, humilhante, pronta-pra-tomar-na-bunda. Com tudo, amigos, namorados, bichinhos. Amar era sofrer e meu nome era mal do século. Aí eu conheci o outro lado da moeda, tenha ele sido mostrado por tia Cecília, amigo rivotril, ou os nego que passam pela minha vida. E, menina, não é que amar é bom? Tem, por exemplo, uma amiga que é eu ver ela prá ficar feliz, pulando e rindo. Outro, o Nego. Cara, a gente mora junto, o que é meio caminho prá não rolar esse amor todo. E no entanto, quando eu ouço a chavinha na porta, fico que nem cachorro quando chega o dono. Mesmo que a gente só se dê um "boa noite" e cada um vá cuidar de sua vida, eu fico feliz porque ele é um amigo que eu amo e tá perto de mim. E tem muito mais exemplos, uns muito na cara, outros nem tanto assim.
E eu nem sei porque escrevi isso, mas beleza. É amor.
O Rubens Ewald é grande e úmido. Ou melhor, enooohrme.

mais um non-sense patrocinado por aderbal dissolutions.

quinta-feira

Eu escrevo sobre menstruação. Mas não, nunca me peçam para falar sobre cocô.

E convido as mulheres em período de onda vermelha a participarem deste blog, contando de tudo. JuBisca, não quer contar suas impressões e aventuras prá gente?
I love Vicentão

Eu aposto no futuro q a gente vai se encontrar com 40 anos na Va Benne pra maldizer a vida e depois vamos trepar, mas vc vai ficar frígida e eu vou broxar, então vamos chegar a conclusão que estamos velhos. AHAHAHAHHA


Deus te ouça. Ou não. (sai, caetano, vaza daqui!)
Jardins, quieten down I need to make a sound.

quarta-feira

O Fábio Assumpção acaba de pescoçar na minha baia e dar um "oi". Sério. David Lynch, quero ver você me explicar essa!
Blame it on the PMS

Acabo de voltar da Saldos Jaques. Quatro vestidos, uma blusa e uma saia mais rica, R$ 29,00 mais pobre. Tá valendo, né?
Eu tenho tpm-mega-carentona, me deixa.

Rugby BVTI

Maria:
- Eu ando vendo vultos que parecem querer falar comigo.
Faby:
- Faz uma oração
Eu:
- Vish, tá que nem o Tião da novela...
Pri:
- Sai correndo, mano!
Isn't he looooovely?

- Calma! Vc vai trabalhar na xxxxx!
- Meu, vai mais gente fazer entrevista
- Mas tem grandes chances da vaga ser sua!
- Quais? QUAIS? (nóia talking)
- Vc nasceu pra isso. Percebi qdo vc montou um modelito com um grampo de fralda, uma hering e uns pedaços de pano! (só não conta q vc fez para nao tomar café da manhã parecendo puta! Hahahahahha)

terça-feira

Close your eyes and think of someone you physically admire.

tia Morrisey sempre rocks
rereferences
porque a fessôra fala que é importante

Ouvindo esta rádio, recomendada por este menino, gostei desta banda, em especial desta música:

THE PARTY'S CRASHING US

You're such a mystery I just want to stand and stare
Nibble on your ear and smell the ocean in your hair
You know you damage me you leave me tangled in a knot
But when you reappear I see Neptunian blues that eyes forgot
Neptunian blues that eyes forgot
I only feel alive when the vu's flashing alarms going off in my head
I want to grab you and just kiss you maybe I should sit down
No sense in cashing us now
Still I only feel alright when the vu's flashing bombs going off in my head
I want to grab you want to scream at you no icing me down
The party's crashing us now
The party's crashing us now
Oh well we made love like a pair of black wizards
You freed me from the past you fucked the subburbs out of me
And all those ugly days that made us so sick
They are just fossils now we've learned the elevating trick
We've learned the elevating trick
ai, ai, ai, santinha paulininha do meu coraçãozinho agonizantezinho, por favorzin, ajuda essa alma atormentada.
a preguiça é tanta que fica difícil até o exercício de existir.

segunda-feira

Ah, então, tava tudo indo muito bem: na quinta, almojantei vendo o pôr-do-sol na laje-cobertura; na sexta fiz a deputada e encontrei amigos no Beirute; no sábado dormi praticamente o dia todo, vi os mano no APR e de noite fui placebar, e ontem fiquei o dia inteiro no easy-living: brunch na varanda, feirinha da torre, bananeiras no gramado, passeio no parque, mergulho de pés no lago...
Aí tive que vir embora de busão. Foram 14 horas sentindo a dor e a delícia (qual?) de sentar ao lado de uma velha que roncava com a boca aberta (mors bafo) e se ocupava do meu espaço físico (inércia, lembram?), e atrás de uma menininha projeto de geninho que falou durante as catorze-fucking-horas. Fora os sonhos desnecessários e recorrentes, e a dor nas costas.
Ontem eu era uma imbecil feliz, hoje eu sou uma coitada que sofre. Tudo isso prá combinar com a megalópole insuportááável.
Ah, cês querem saber do show do Placebo (1)? E do Abril Pró Rap (2)? Perguntem a algum jornalista incumbido de escrever sobre, porque eu digo pouco:

1 - meia boca. chorei numa determinada música (sou ridícula, i know), fiz a babona no meio da galera e foi só. depois voltei pro meu lugarzinho lá no fim da arquibancada, como se estivesse num show do milton nascimento. ainda bem que custou R$ 30!

2 - foi legal prá cumprir mais uma etapa "alex" da minha vida: vi uma roda de break e fiquei lá batendo palma, serve? no mais, quem sou eu no movimento prá falar alguma coisa? pros manos deve ter sido ótimo.

o ponto alto do feriado continua sendo a montanha de quiximbirices que eu fiz, infelizmente. deve ser coisa do ar quente do cerrado, mas pelo menos eu não voltei com uma banda de reggae formada.
hahahaha quequeô iêêêo!

sábado

Recados de Brasília

Jorge
O Lucas me reconheceu e espalhou para meus acompanhantes que NADA neste mundo me assustava. Acho que ele assustou os outros, haha.

Vanice
Aqui os retornos - que são muitos - levam o nome de "tesourinha". Fiz tantas que fiquei louca.

Gustavo
Eu andei descalça debaixo de chuva no gramado da Câmara. Orgulhe-se.

Marcuix
Você tem fãs de loooonga data. Ahum.

quarta-feira

Meia dúzia de palavras e eu vou daqui pro cerrado batendo os carcanhá. Porque você é a doença e seus germes estão se espalhando.
The Lord of The Piano. Esse é meu personagem hoje. E bico calado, 'cause I don't wanna get dooced.
(adoro aumentar meu vocabulário por conta da queena)

segunda-feira

fiquei morrendo de inveja da ju e vou imitar, ahfalei.com

quem: b.
quando: aos 11

B. estava de férias da quinta série, era começo de dezembro e já fazia um calorão na cidade em que ela morava. Chamou uma amiga e ficaram bundando a tarde toda, lendo playboy escondidas no quartinho.
Quando chegou a noite, depois de jantar com a mãe e a irmã na lanchonete da rua, foi ver um filme, sentindo um certo desconforto. Pensou que fosse do calor. Quando foi fazer xixi e viu a calcinha toda marrom, foi chorando falar com a mãe:
- Como pode, mãããe, quase doze anos e ainda faço cocô nas calças. Po, não conta prá C. senão ela espalha prá toda a cidade.
A mãe nem ligou, olhou a calcinha com desdém e disse:
- Não seja idiota, você menstruou. Vá tomar banho e pegue um modess embaixo da minha pia.

No outro dia foram as três no Mart Center comprar roupas mais femininas.
Roberto, eles querem me sabotar.
Popalooza
a piada não acabou

sábado

Basta a gente sair de coroinha na rua e dar bolsada numa cameragirl que já vêm velhinhas da Casa Hope e criancinhas sábias prá tirar a saber. Ah, a fama...
hahaha!
Se a vida foi um macaquear constante, dizer que só agora foi conduzido por um galho firme é um tanto sem caráter. Mas até aí, cada um, cada um.

sexta-feira

Clandestino
Mais uma propaganda descarada, desta vez de um fotógrafo-não-fotógrafo muito muito bom!
Quem estiver em BH semana que vem, vá.
Propaganda descarada.

Além de péssimo, ele fotografa bem demais.
Achei no blog da Dani e fiquei boquiaberta com a rapidez que esse negocinho adivinhou o filme que eu tava pensando. Como assiiiiim?

quinta-feira

Parece que a Conceição, minha zeladora, adivinha quando eu não estou com o mínimo saco para conversar. Figure that: eu tô doente, mas resolvi vir trabalhar porque odeio ficar sofrendo sem platéia em casa. Lá estou eu saindo do elevador, roupa de moleque, lado Estefano da família gritando, me arrastando como uma pobre agonizante que vai prá labuta para manter a dignidade. Conceição toma fôlego e dispara:
"Oi, Bia, que bom que arrumou uma empregada nova, boazinha, educadinha que gosta de trabalhar porque a gente tem que gostar de trabalhar, né, e eu, toda segunda feira atendo num consultório médico como secretária, ganho meu dinheirinho em dia, sabe, porque a gente tem que trabalhar, e aí faz seis anos que a cada quinze dias eu faço faxina no sexto andar e ainda chego em casa e passo quinze camisas, quarta passada eu lavei e passei quinze camisas e to aí, firme, né. O que, você tá doente? É urina? Eu tava com infecção na urina, sabe, tava fedida e eu fui no médico e to melhor, e você tem infecção aonde, tá tudo bem, quer que eu te leve no médico?"
AAAAAAAAAAHR! Tá, Conceição, dá licença que eu vou morrer, e espero estar dentro da farmácia quando isso acontecer. SAI!
Um dia eu ainda quebro aquilo que ela chama de cara, ah, quebro.
...saco.
Começou com uma dorzinha no sábado, virou um incomodo constante, e ontem, na hora do almoço, dei fim à curta vida de meu piercing. Dois anos sem me dar trabalho, prá acabar infeccionando e me deixando doente, pode? Ingrato. Meu peito tá parecendo aqueles cachorrinhos do Mc Donald's, inchado. E, claro, isso me rendeu uma visitinha ao hospital e uma probabilidade de ter que tomar antibiótico.
Uma coisa é certa: o primeiro que me falar "eu não disse que não ia dar certo?", será empalado.

quarta-feira

Vitalize e não:

- faça o favor
- sinta pena (nem de mim, nem de você)
- fale para agradar
- cale quando houver o que dizer
- se martirize por pouco
- vá atrás de encrenca
- se sabote
- provoque
- me ouça, peloamordedeus

não quero fazer o pedro bial da sabedoria e instituir aqui o manual do mochileiro afetivo (aliás, cês viram a promoção da MTV? eu, nerd, já quero). queria falar sobre o lance levantado pela biscardi e rebatido pelo jorge da vitalização. porque há, sem dúvidas, quem me desvitalize, quem me faça me sentir morta. e não vejo ganho com isso. são, às vezes, pessoas que dizem se preocupar horrores com o seu bem-estar, e por isso sentem o dever de sapatear na sua cabeça. são aquelas prá quem a sua alegria "deve ser analisada", afinal você "não pode sair acreditando em tudo que dizem". é, tem disso até dentro de casa, se você duvida. e a gente também faz disso, oras, ninguém aqui é coelhinho de pelúcia todo o tempo. há de se descobrir a linha fina entre real preocupação e não querer que as coisas funcionem para os outros.
quando a queena me diz que we're all sistahs, eu devo concordar em partes. na hora da vitalização. a gente não tem direito algum de sair cagando nos outros, assim, sem motivo, ou por motivos pífios como ciúme, inveja, não-vou-ca-cara. e se a gente vai abrir a boca prá falar algo, que seja um apoio sincero, ou uma reprovação embasada (mas muito).
e agora eu vou parar de falar merda que a minha infecção me pegou de jeito e eu to vendo tudo pink.
morri.
réplica

este texto tem o seu sotaque e o meu grito
(...)
apesar... de que acho que vc escrever melhor do que fala, ao menos na minha presença, talvez seja reflexo de paixonite, este doença que tu diz que pegou e queres que acredito, acredite, eu acredito. pudera, PUDERA, era ela que tinha incumbida a missão de sanar a sua
falta de acentuação, paragrafação, hifenização e acentuação dos seus textos vida nesta vida que eu vivo como se escrevesse novelas, em suma, textos
(...)
sabes que tem pois sempre soube me ler nas entrelinhas, deste texto torto sem talento pra ser gauche mas com certeza de ser errado, todo errado todo péssimo
(...)
de quem ainda não conseguiu sentir saudade deste mundo que adora pois está construindo um próprio dentro de mim para caber quem eu amo de maneira inteira


tréplica

minhas palavras sempre saem melhor com paixão, a rotina enfeia meus textos, meus pensamentos. e eu gosto desse seu vomitado de sensações, idéias, palavras, sem pontos, jogado em cima de mim. eu não cobro, pode vir.
.
dscúúpaí, xico sá, mas eu me acho uma maria de andrade digital.
Teu filho não-fecundado foi parido quando a tua falta se fez gritante.
(a brincadeira é não ter pontos nem linearidade de idéias, um dia eu juro que acerto)

terça-feira

Quem não sabe brincar faz o que, platéia?
- NÃO BRIN-CAAAA!

E eu fiz uma piada tão engraçada hoje, mas tão engraçada, que tem que ficar em sigilo. Hoho. Mas eu fiz o Jorge gargalhar no escritório, aham.
Cê quer ver gente feia, né? É isso? Então toma. As maiores beldades de São Roque, Mairinque e região, reunidas num só site.
Porque o que é feio é prá ser comentado.
Não sei o que me dá mais medo no Iluminado: a sobrancelha do Jack Nicholson ou a feiúra da Shelley Duval.
Revoluções just-add-water-and-stir.

Antigamente, quando você se indignava com alguma situação na sociedade, você pegava seus cartazes, pintava a cara com guache e ia lá na Paulista fazer baderna. Hoje você cria uma comunidade no Orkut e expressa sua raiva pros seus negos.
Alexandre Maggi, por exemplo, soube daquele boato do rodízio ser três vezes por semana, correu pro computador e criou uma comunidade falando mal do tal "secretário do rodízio". Aí, quando soube que era boato, apagou a comunidade e pronto.
Se eu fizer a minha comunidade "Eu odeio pedestre que não dá seta", será que vou me irritar menos nas ruas?

segunda-feira

E agora, quem poderá me defender? (e dar tapa na minha cabeça, e comer empadinha comigo, e tirar com a minha cara, e mandar música no fim do dia, e fazer montagens incríveis - como o vale café e o uncle sam, e fazer a canceriana dramática, e fazer a adolescente, e dormir enquanto eu falo, e me chamar de beatriz, e, e, e?)
Royal Crown Revue - The Contender

O Tadeu quase grudou no teto quando eu disse "é meio Stray Cats, né?", mas aí eu comparei com o Cherry Poppin' Daddies (eu sei, eu sei, one hit wonder) e ele ficou mais calmo. Como sempre, uma das poucas boas coisas que meu caçula faz prá mim.
Add a tablespoon of middleeast jap sweetness.
Engraçado como eu sinto a sua presença, a sua rotina, as suas preferências, e nada faço prá evitá-la.
Ou trágico.
Hype mesmo é a Pat. Ela me trouxe um cd chamado Festa Judaica, que tem a versão em hebraico de "If I was a rich man", que hoje faz mórs sucesso na voz da Gwen Stefani. Tá, meu bem?
...
Cara, sobre o show eu só tenho uma palavra: spleen. Já falei prá todo mundo, não tem o que fazer. Se deu merda, a gente começa de baixo, se fode, sem perder o pique. Não faz a Michael Jackson, que a gente é iniciante e tem que conhecer as baladas micadas. Já pensou se a gente fosse como convidado naquela bosta, e ainda pagasse prá dançar naquela pista merda, com aquele povo cagado? Ainda bem que nos rendeu 25 milhões de centavos, e agora a gente compõe uma música sobre a desgraça. Pronto, falei.
...
Meu deus, um fim de semana in such companies pode me render um espírito bicha logo na segunda. Sexta com Marcuix, Ro, Marcelo e Eric (3 1/2), sábado com Djoh, Jeff, Technéia e Marcuix (soma 4), domingo com Malt, Sérgio, Elano e Technéia (mais 4). Não faz a Marcelona!
...
Te prepara, tissunami, que em um mês eu já terei aprendido TODA a coreografia de "He's a Dream", sem ralar o joelho nem torcer o pé.
...
E bla bla bla...

sexta-feira

IdrinkIgetdrunkIfallonmyface

Existe uma coisa chamada "dom da espontaneidade". Toma aqui um pacotinho dela. A minha sobra tá começando a me dar problema.

zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz...

Aí, né, aí eu passei maquiagem nas olheiras, e mesmo assim ouvi que tava com a maior cara de merda.

Sabe quando o sangue corre que nem graxa? O meu tá assim.

Eu queria ter amnésia-pró-bosta. Ou uma voz mais macha que me parasse antes do tempo.

Queria o caralho, eu faço as coisas totalmente consciente. É, ninguém mentira.

"Só gostosa". É, negão, ficasse aqui que sobrava prá ti.

Afe, se faz muito necessária uma reposição de faltas. É.
hihi

13 dias and counting, queena.
Erva doce, Milon, Pitu e Rainha
51 e caninha da roça (ô mô Deus, como é bom!)
Tatu Nobre, Campari, Celveja e Vodka (Ô, pá rebater!)
(Bebe negão)
Que é pra acalmar um bom coração sofredor
(Bebe negão)

No meu caso foi Prosecco, Chandon, Vinho Tinto e Azuma Kiriiiiin, ô mô Deus. E tem uma marca de beijo de batom na minha bochecha que não tá saindo nem com reza. Paidocéu, proiba-me de cair nas tentações do álcool, de me aproximar de maquiagens caras e metros de tule com gotinhas (meu joelho tá todo ralado de andar com aquilo). Proiba o cacete, que eu achei foi ótimo. Tá difícil de digitar, tá, não vou mentir prá você. Mas no fim, juntar 5 meninas com espírito de porco não poderia ter saído melhor. As fotos explicam, eu não vou falar é nada. Vou continuar ouvindo Couro de Boi, que é o que eu mereço hoje.

quinta-feira

booze, gals & leopard highheels

boa coisa não vai dar. e na pior das hipóteses, vira um belo fofocódromo. aguardem fotos.
não surta, retardada, que eu só tava te comendo

à venda na banca mais queena do show do Placebo em brasília.
é isso que a gente quer ouvir, sempre, todo o tempo. sério.
Desertada

Um suspiro pesado, daqueles que catam o fundo do estômago e trazem para a traquéia, daqueles que dóem. Parece que as chances que eu tinha se esvaíram, e as que me sobram beiram o impossível, ou me dão preguiça. Se a vida é mesmo um eterno "tocaremfrente", às vezes eu peço prá que algumas certezas permaneçam. Como as que eu tinha na minha cabeça até então. Aí a Pat me mostra um texto fudido do CFA, e eu seguro as pontas prá não chorar em cima do teclado, prática que eu aboli desde o fim dos anti-depressivos.
O fato é que cada um merece a merda em que vive, eu não me faço mais de coitadinha, passei a fase do "é difícil ser uma menina de 13 anos" (ai, djoh, eu lembro tanto disso, se aplicava tanto). E não me penalizo mais por ninguém, por mais densas e infelizes que suas notícias possam ser. Se não existe o respeito, não tenho esse dever da complacência.

SEMPRE O MESMO DISCURSO, SEMPRE A MESMA ATITUDE: NENHUMA.

Voltei a ser adolescente, vai pegar?

quarta-feira

ô diazinho mooooorto. o bom é que eu me entupi de comer com minha mãe no almoço, ganhei minhas coisinhas da cridi e mais coelínios do báscoa. falei, falei, falei, falei, faleeeeei até umas 3 da manhã com a mom, nem dormi direito, mas tive pão com mortadela de jantar, o que alegra qualquer pobre. amanhã o praga se joga nas tribos, sábado os princesa se jogam no palco, dia 21 eu me jogo no aeroporto. to vivendo de expectativas, por opção.
É, eu to ouvindo Charlie Brown Jr. hoje.
Samba Italiano

Piove, piove fá tempo qui piove quá, Gigi
É io, sempre io sotto lá quá finestra
E voi sen sapere sentire
Ridere, ridere, ridere
De questo infeliche qui
(bis)

Ti recordi Gioconda
De quella chera in Guarujá
Quando il mare te portava via
E me chamaste "aiuto Marcello!"
La qua Gioconda a paura te questona
Deccitte in ciello volte como a dito Michelangelo.
Os Princesa feat. Adoniran

Tocar na banda pra ganhar o quê? Duas mariola e um cigarro Iolanda.

Num relógio é quatro e vinte, no outro é quatro e meia, e de um relógio (menino), as hora vareia.

Tocar na banda pra ganhar o quê? Duas mariola e um cigarro Iolanda.

Marquei com meu nego às cinco, cheguei às cinco e quarenta, esperar mais de vinte minutos (menino), quem é que agüenta?
Brackets. Breguetes, deve ser daí que veio a palavra. Tenho mais quatro em minha boca, justo no dia em que eu estava me vangloriando de estar com os dentes retos. Nada, vai mais tempo ainda, putamerda.
E o cordão dos sadoortodontistas cada vez crescendo mais.

terça-feira

Nao ta mais aqui quem falou!











Você vai curtir os sucessos
+ I want a famous baby
+ Apetitosa
+ Metrô News
+ Tsunami
+ House Fino
Você vai se divertir com as micagens dessa turminha do barulho!
Você vai quebrar o coco e arrebentar a sapucaia!
Você vai suar com canções rebolativas!
Você vai se amarrar nas coxas sedosas de Lady Elsa Nigga!
Você vai fazer olhinho pra todo o povo bonito e groupie que acompanha
as turnês dessa banda que virou a cabeça do século XXI!
Você vai até arranjar um peguetti!
Você vai se derreter com o charme nipônico de Marjorie Michels e Üœber Nagoshi!
Você vai refletir muito sobre a sociedade com as letras instigantes e
poéticas d'Os Princesa!
Você vai querer comprar um figurino igual dois segundos depois do show terminar!

Os Princesa deram certo!
SIM!
(seja lá o que signifique dar certo)
E o próximo show está marcado!
ɉ, AMOR, ISSO MESMO! TEM GENTE QUERENDO VER OS PRINCESA!
E você, não quer?

OS PRINCESA no SODAPOP CLUB
muita soda cáustica no novo show
* NÃO TÁ� MAIS AQUI QUEM FALOU *
9/4 - sábado - a partir da meia-noite
- R$ 5 mujer R$ 10 hombre -
tem que chegar na porta e dizer "EU VIM PRO SHOW D'OS PRINCESA!" pro
precinho ficar módico assim
R. Cardeal Arcoverde, 796

E vai com a roupa de missa, filho, porque o povo é chique, viu?

www.fotolog.net/osprincesa
osprincesa@uol.com.br
e também tem comunidade no orkut
porque a gente somos marqueteiro
O bom-humor é tanto e tão imbecil que DJ Bobo tá sendo minha trilha. E não tá me incomodando. hahaha
Patrician Wisdom for the Gardens

"se vc não cercar as flores, o povo pisa memo"

"das suas flores, as que eu posso arrancar eu pego pra mim e ponho no vaso de enfeite. as que eu não posso colher eu piso
e vc q se foda quando sobrarem só as ervas daninhas
pq aih eu arrumo outro pra sugar"


Beatritian Wisdom for the Irish Flowers

"Se teu jardim tiver praga, vai chegar e falar "eu sempre te disse, oh, pupila, que a vida não era assim"
e se florir, vai vir river dancing em cima de tudo"
hahahaha
fazia mórs tempo que eu não falava "tomei uma errrrguida que me deixou até enrugada".
Gafanhotei da Criz.
Ouça aqui:

"I am thinking it's a sign
that the freckles in our eyes
are mirror images
and when we kiss they're perfectly aligned.

And I have to speculate
that God Himself did make
us into corresponding shapes
like puzzle pieces from the clay.

And true it may seem like a stretch
but it's thoughts like this that catch
my troubled head when you're away
and when I am missing you to death.

And when you are out there on the road
for several weeks of shows
and when you scan the radio
I hope this song will guide you home.

they will see us waving from such great heights
'come down now' they'll say
but everything looks perfect from far away
'come down now' but we'll stay

I tried my best to leave
this all on your machine
but the persistent beat
it sounded thin upon the sending.

and that frankly will not fly
you'll hear the shrillest highs
and lowest lows with the windows down
and this is guiding you home.

they will see us waving from such great heights
'come down now' they'll say
but everything looks perfect from far away
'come down now' but we'll stay

they will see us waving from such great heights
'come down now' they'll say
but everything looks perfect from far away
'come down now' but we'll stay

they will see us waving from such great heights
'come down now' they'll say
but everything looks perfect from far away
'come down now' but we'll stay"

segunda-feira

Aí né...

Eu parei de tomar pílula por conta própria. A chance de engravidar é zero, então foda-se. Celibato rulez!

Xiitismo up ours

Eu odiava, ainda odeio, não sei, ver filme documentário, aquela coisa muito globo repórter, tragédias do sertão, zzzz... Aí ontem eu fui ver, como já disse, o doc da Laura e do Axel (e do Thiago, mas esse eu não conheço) nas competitivas do É Tudo Verdade. O primeiro, Véio, era muito bom. Roteiro com tudo prá dar em clichê, e não dava: o cara é lá do Sergipe, muito vivido, leu prá caramba, e faz bonecos de troncos de árvore, criando personagens, como se tivessem vida. Esqueçam o termo quiximbira, o negócio era fantástico. Aí o documentário dos ditos cujos, que era de mijar nas calças de rir. Operação Cavalo de Tróia, ou como virei cybermano e passei a invadir as raves. Engraçadíssimo, reportagem-denúncia de primeira, sem a menor intenção de mudar o mundo. Valeu cada centavo que eu não gastei. E nem precisei ir vestida de vaso.

Domingo, ao acordar:

Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
eu conto as horas pra poder te ver
mas o relógio tá de mal comigo

Eu detesto Claudecha e Buchinho, acho a Adriana Paucanhoto um saco, mas colocado assim eu aceito, de coração aberto, com direito a awnnns.

Um longo fim de semana

Tinha uma época em que eu me recusava a sair de casa. Era quando eu me achava monstra, desinteressante, e de companhia totalmente desnecessária. Eu passava o sábado e domingo enfiada em casa, tirava um pijama prá botar outro e enchia o cu de porcaria. Não ia nem até a esquina comprar pão, eu pedia.

Pula três anos prá cá, finalmente eu aprendi a utilizar meu fim de semana. Esse foi bom, a preguiça ficou lá longe, e eu efetivamente FIZ coisas. Saí com o Marcuix, com os pedês, com o casal CardosoMaggi e Jeffito Gafanhota, com a minha sashimi de perereca Marizuda. Fiz compositchi c?Os Princesa, re-arranjei meu quarto, assisti filme pornô, assisti Ken Park, assisti documentário da Lau-laura, bebi bebi bebi bebi, tomei farofino, comi cheeseburger, comi coisa que não devia, aliás, vish.

sexta-feira

Glamdreamer: "Come rub it 'pon me belly wit you guava jelly"

Ô musiquinha fofa.

(olha! descobri essa função agora!)
Papa won't preach
Já caí em 3 mentiras hoje. Onde está aquele lance de booksmart/streetwise?

Vou virar a bicha burra da minha classe e ler o saitchdaerika.
B is for
BIATCH


eu amo o Marcuix porque ele vai na Urban Outfitters e ainda acha um negócio desses!
mas eu não deixei de amar o Jorge, e quando ouvi a dona Diva da novela falar "uma boa bisca" da personagem da Paula Burlamarqui, eu lembrei dele.
quando tocou All Star Azul, ontem, melhor, hoje às 4h da manhã, eu TIVE que tomar uma atitude, hahaha.
sair prá dançar para apagar ghosts in my house é sempre muito válido. tem funcionado das últimas vezes.
me preocupar com aparências desgastadas ainda é um vício (doentio, dizem), mas o bom é não levar a diante.
aquela mangazinha desgraçada sabe me deixar contente quando quer.
e a desgraçadinha da minha irmã faz uma bela falta.