terça-feira

Esperando minha mãe no aeroporto, cólica, vôo atrasado, calor sene-sene-senegal, eis que surge Elke Maravilha no desembarque, de shortinho e botas de cano alto, e aquele rabo frisée habitual.
Na hora me deu uma vontade de falar "MAMÃE!".

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial