sexta-feira

uma filosofia de banheiro

aqui tá uma bela filosofia que não me leva a nada, mas eu pensei. voltando da praia, paramos num posto prá comprar água. eu tava verde de vontade de fazer xixi, mas geralmente os banheiros de posto não são tão limpos, ou são pagos e, a 10km de casa, eu ia deixar prá fazer xixi quando chegasse. aí eu sentei na sarjeta e fiquei vendo um monte de mulher entrando e saindo do banheiro, numa boa, sem pegar a chave na conveniência, ou pagar prá ninguém. entrei. o banheiro era inacreditavelmente limpo, recém-reformado, com louças novas, reserva de papel higiênico daqueles que você paga R$ 0,10 a mais prá não ralar a bunda, lixinho estilo tok stok, tudo nos trinques. nem um vazamento, parede branquinha, piso reluzente e não era de mijo.
e me deu uma vontade de não emporcalhar aquilo. na verdade me deu uma sensação boa, uma felicidade de ver uma coisa que funciona e o povo entende...

aí eu cheguei em casa e li as páginas amarelas com a Linda Hamilton.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial