sexta-feira

"Ser corno é melhor que ser viado."

"É que corno é mais normal."

"Ele odeia rodeio porque tá com o Rodoanel gasto." (q?)

Com o Bilhete Único®, eu tenho direito a viagens pelo mesmo preço no período de duas horas e, de brinde, frases deste tipo.
It's for you
Out Hud

He's obtuse up there.
She's up to something.
And I can't breathe.

4 A.M.
And I was sleeping, but the phone just rang.
Dead Air.
And someone breathing who's up to something.

I'll leave and let you go
And though you're moving a little too slow.
I'll even let you know.
You did the right thing.

Hes....
Shes...
And I can't breathe..

4 A.M.
And I was sleeping, but the phone just rang.
Dead Air.
And someone breathing who's up to something.

I'll leave and let you go
And though you're moving a little too slow.
I'll even let you know.
You did the right thing.

(depois de how long, minha música preferida do momento)

quinta-feira

rádio para apaixonados como não-eu.

no almoço, uma discussão de homens que pagam e homens que não pagam a conta para as namoradas. gente, que assunto démodé.

dieta forçada é bem coisa de tpm. e não uma combinação explosiva.
time's a wastin'

quarta-feira

a ironia tá em ver aquele que levou o melhor de você usando toda sua grosseria botando nick hellokitty no msn. e não, eu não qualifico homens como imbecis. é tudo uma questão de observação.

quer ver o que aquelas velhas que almoçam no roda da fortuna dizem? aqui.

sô linda e ai de quem discordar. no sábado começo vigilantes do peso. é tudo culpa do espelho da renner.

seu ego é o judas, ele vai te trair.
ta traïno, hein?
sabedoria komeliana
"homens ficam na pressão, mulheres no vácuo. quando junta, não desgruda"

ó lá, hein?

terça-feira

é sim!
instituí que felicidade é vento fraco e gelado batendo nas laterais do rosto.
Eu queria ser uma velha judia, rescendendo a coopertone, a caminho da hidroginástica na Hebraica, e não uma árabe mal-vestida, rescendendo a adstringente, a caminho do trabalho com uma bolsa que fica caindo dos ombros.

segunda-feira

show me show me show me how you do that trick
Táme-táme-tá me tirando?

Ok, vou contar. Você passa um fim de semana na praia, consegue dormir por 12 horas ininterruptas, faz exercício e volta novinha em folha. Você pega três horas de estrada pensando em chegar em casa, fazer hidratação no cabelo, massagem nos pés e cair na cama. Você deixa vários compromissos para segunda cedo porque sabe que vai voltar.
Bom. Mas aí você não volta, claro.
Ou melhor, você descobre que forças maiores não querem que você volte, afinal você chega na porta de casa e descobre que está sem a chave. E o porteiro também está sem ela. E você tem um amigo que pode te ajudar, mas ele acabou de ir lá pra Serra da Cantareira e, bom, você tem como resolver isso sem esperar mais.
Isso tudo me aconteceu ontem. Fui pruma lan house fazer hora, encontrei alguns amigos online e graças aos deuses um pôde me dar abrigo. Café, tv, banho e cama.
Ainda bem que eu tava com a minha mala. Ainda bem que eu sou mulher e sempre levo roupa a mais nas viagens. Ainda bem que eu levo coisas desnecessárias para viajar, que podem ser úteis nessas horas. Pena que eu sou rígida comigo mesma e não levei bilhete único nem ticket para a praia.
Bom, aí hoje cedo eu acordei, me arrumei e fui dar um aperto na mala para fazer caber tudo. Revirei tudo no chão e ouvi "tlim tlim". Não podia ser. Lá estava ela, sorrindo para mim, com o bull terrier no chaveirinho me olhando com cara de surprise, surprise.
Ódio. Ódio e alívio confesso, afinal eu não fui pro albergue dos desabrigados da prefeitura, eu passei muito bem. Mas ódio de mim mesma, por fazer as coisas sem prestar atenção. Lembrei de uma vez, quando eu tinha uns quatro anos, que passei a tarde procurando a borracha pra fazer o dever de casa e ela estava na minha mão.
E, não, eu não fumo maconha pra ficar desse jeito.

sexta-feira

Depois de abrir o bocão vendo novela, porque a Mônica aceitou casar com o Alberto, eu percebo algo mais que a TPM de sempre. É, porque vendo meus arquivos, dá pra notar que o problema é pessoal.
Gente, eu não gosto que a Camila Pitanga case!

quinta-feira

ai meu santo antônio do rabo erguido!

quarta-feira

i deserve it.
ontem me perguntaram o que me irritava mais (ok, vou copiar aqui, não me processe)
( ) gente burra
( ) gente sem humor
( ) gente sem curiosidade
( ) gente que se acha
( ) gente que tem certeza

respondi que seria algo entre burra, sem humor e que tem certeza. e concordamos, depois, que essas pessoas costumam possuir mais de duas características ao mesmo tempo. pois bem.
aí ontem eu mandei pra minha lista do orkut o seguinte e-mail (to fazeNo jabá, hein? ó lá):

>From: Bia Bondukian
>To: my friends
>Subject: Os Princesa não são café pequeno
>Date: Tue, 21 Mar 2006 14:01:34 -0800
>http://www.blogger.com/img/gl.italic.gif
>Ah, mas não são mesmo.
>Tem show agora, nesta sexta, dia 24/03, dia do show do Jamiroquai. Nós não
>ligamos para o Jamiroquai. Fuck's USA!
>
>Vamos cantar músicas bonitas e encantar toda a platéia, agora com a
>participação de Dábliu Riachuelo (o primo do Jota, nosso pandeiroman) e
>Sílvia Cristina do Candomblé.
>
>Venham, e venham de biquíni porque depois eu vou pra praia, vish, falei.
>
>Info.http://www.blogger.com/img/gl.italic.gif
>Show d'Os Princesa
>24/03/06
>22h
>R$ 5
>Clube Café
>Rua Fradique Coutinho, 1550 - depois da Purpurina.


ao que um maldito tranceiro drogado me responde:

Quanta ignorância hein, Jamiroquai é uma banda Inglesa, e o vocalista é
filho de português!


é por essas e por outras que eu não quero gente assim no show da minha banda.
rino cos ombro

- então tá, vou embora
- beijo
- hasta.
- hasta.
- tulio. tulio
- fala.
- tulio. tulio...
- oi
- abre o oooolho, japonês!

ai como eu sou engraçada.
Ontem um blogueiro famoso tocou violão na minha sala. Sexta passada uma cantora famosa e tombada elogiou meus cílios. E no entanto eu continuo pobre.

terça-feira

almoçopearls

- É a fila pra comprar ingresso pro show do Jim Jackson. Não, Jackie Brown.

- Eu vivo rindo!
- Hiena come merda e vive rindo, também.
Nesse mato tem matilha.

-

3 horas dentro do ônibus mais fedido da galáxia é punição pelo post de ontem?

-

Eu fui para casa só pra dormir.

-

It's pointless to resist, disse a quotation darth vader da ana l'aura. Vou mostrar o que é pointless, cês vão ver.

segunda-feira

coisas inadmissíveis no ônibus, numa segunda de manhã:
- cecê
- cecê antigo
- reclameira em altos brados
- fritura
- cabelos rescendendo a neutrox
eu achava um porre quem falava que domingo era um dia triste. é morar sozinha pra mudar de opinião.
ontem foi o dia mais morfético em muitos anos, o dia que acordei tarde, de ressaca, furando um combinado, com trabalho para fazer, coisas para adiantar, ensaio para ensaiar e um bode amarrado na canela. foi o dia de sair pra carregar o celular de chinelo com as unhas vermelhas de fora e a alça preta do sutiã aparente. foi o dia de não almoçar por pura preguiça, e fazer pão sírio na torradeira e lamentar o fim da coalhada seca, então comer com manteiga. dia de ficar lendo aquelas porcarias que eu escrevo, e ficar chorando na frente do computador com algumas outras. de deitar no chão para ler revista velha e aproveitar para preencher o móvel novo de R$ 16 (não me canso de falar) com livros e cds. resumindo, foi um dia super introspectivo, um prato cheio para minha ex-terapeuta e não para mim, afinal eu não quero olhar para mim.
e eu, com vinte e cinco pau de celular carregado, nem pra ter a decência de sair de casa.
Complementando a citação alheia

As pessoas que dizem "brincar o carnaval", são as mesmas que dizem "gozar de férias" e "aplicar palmadas".

sexta-feira

dando satisfação, sim: o edu abaixo é lagartón, dj copacabana, eduardinho viveirinhos. acordei e ele já tava lá. não pensem vocês que os ratos estão fazendo a festa.
(na verdade eu botei isso pra minha mãe não se assustar)

ih, olha eu que bosta?
Fazendo por onde

Ano passado eu fiquei a maior parte do tempo desempregada, e nessas acabei questionando a minha capacidade como funcionária. Porque, se eu era assim tão boa, eu devia ter arrumado emprego em uma semana, claro. Descobri que meu problema, na verdade, estava acima da minha compreensão, era uma coisa cármica mesmo. Agora, essa empregada que eu arrumei merece ficar desempregada o mesmo tempo que eu, por ser insolente.
Liguei semana passada oferecendo a ela - que estava sem emprego, só cobrindo as férias da amiga - um emprego quinzenal lá em casa. Começou que ela só tinha esta sexta livre, e era R$50, R$60 se tivesse que lavar roupa. Tá, como minha máquina tá quebrada, era o preço standard e estamos conversadas. Vai vendo.
Hoje cedo, como o combinado, acordei às 7h para esperá-la às 8h e dar as instruções. Quase nove e a gata não tinha chegado. Liguei na casa dela, e ela atende na maior voz de sono. "Ai, é que eu perdi a hora, não ouvi meu despertador, acredita?". Mandei vir de todo jeito, escrevi as ordens num papel e deixei avisado pra Ivi deixar o dinheiro.
Durante o dia, o Edu (que dormiu em casa esta noite) me conta que a gracinha da minha faxineira era muito da enjoada. Diz que chegou em casa me xingando porque eu disse que dava pra ela ir a pé (e dava), que meu apartamento era na altura da Gazeta (e é). Olhou em volta e começou a dar ordens. "Se ela quer essa casa limpa, que compre produtos de limpeza". Gente, eu sou a maníaca do produtinho, tem de tudo em casa, porra. Reclamou, reclamou, reclamou e ainda cobrou o preço full da Ivi, pobrezinha. Quando a quenga (a Ivi, não a empregada) voltou pra pegar umas coisas, viu seus acessórios no bolo do lixo.
É mais que óbvio que ela não trabalha mais em casa. E se alguém souber de uma senhora educada e disposta a trabalhar, que me indique. Essa aí merece os demônios do desemprego.

quinta-feira

depois daquele quiproqüó do juba e lula, chega à minha caixa de entrada o seguinte e-mail: "depoimento kadu moliterno".
antes de qualquer coisa, fosse ele se defender de não sei o quê, o comentário ácido da nossa amiga mariangélica mata geral. "ou seja, quem mandou ir na veja e na luciana gimenez?? vai apanhar!!"
tem horas que a gente não precisa nem ler a notícia.
e eu lá sou mulher de (fill in the blanks)?!

porque agora eu viciei em imitar a safira. todos sabemos.

x

minha fofa boitatenta nahra leu o significado do sonho da minha amiga, que teve carimbo de confirmação pelo homem amarelo, e quer dizer que o ozzy tá chegando aí, pessoal!

x

eu admiro neguinho que consegue dar a maior volta pra falar pretagilices. do tipo que quer contar a todo custo quanto ganha, que deu no fim de semana passado, que adora posição x, que o pai é rico, que possui qualidades inegáveis que ninguém notou mas tem e tem e tem.
eu acabo desenrolando o gravatão mesmo e passando por ridícula.
Pior que pontuar frases com "enfim", é usar "et cetera". No exemplo: "eu não fui lá porque estava cansada, et cetera".
Agora imagina passar 3 horas ouvindo isso.

quarta-feira

uma amiga minha tem um problema.
ela sonhou que se casava com o namorado. o casamento era estranho porque, apesar de ter sido na igreja e ela estar vestida de noiva, com toda a pompa necessária, não teve festa e o marido não tinha levado as alianças. ela teve que casar com a aliança da mãe, por cima de um anel barato, desses de feira de artesanato. aí, depois da cerimônia, ele sumiu, com a desculpa de ir achar um apartamento para os dois. uns dias depois ela resolveu ir atrás dele, e o encontrou num muquifo, morando com garotos de rua. ela chegava falando "meu amor, agora eu sou tua esposa" e ele fazia uma cara estranha e continuava conversando com os amigos-mindigo. ele entrou correndo pra casa e ela foi atrás. no caminho, encontrou pessoas usando o banheiro na frente de todo mundo, nego tomando pico, e muita gente morta, no chão, já decompondo. tinha morto de fome, de facada, de overdose, e a galera passava por cima. ela tinha medo de encontrar ele morto também.
agora, minha amiga quer saber o significado de tudo isso, alguém se habilita? não é prá mim, é prá uma amiga. e eu lá sou louca de ficar sonhando com essas coisas?

terça-feira

Cada vez menos profundo fica este blog. Mas, ó, cada vez mais a dona dele fica ixperta.
Cansei de ficar expondo o que eu expunha malemá por meio do Clube das Metáforas Infelizes. Se eu reclamo de algo muito particular, é porque tá escrito na minha testa a minha insatisfação. No mais, ema ema ema. Cansei também de ficar fazendo relatórios de progresso pessoal e percepções que não competem a mais ninguém. Agora, bem como a minha vida, quem entrar aqui vai ler piada.
Uma pequena homenagem aos dias que a gente chega cansada em casa, manda pro bucho uma lata de patê de atum e faz clipe na sala.

I'll Be There For You
Bon Jovi

I guess this time you're really leaving
I heard your suitcase say goodbye
And as my broken heart lies bleeding
You say true love is suicide

You say you've cried a thousand rivers
And now you're swimming for the shore
You left me drowning in my tears
And you won't save me anymore

Now I'm praying to God you'll give me one more chance, girl

I'll be there for you
These five words I swear to you
When you breathe I want to be the air for you
I'll be there for you
I'd live and I'd die for you
Steal the sun from the sky for you
Words can't say what a love can do
I'll be there for you

I know you know we've had some good times
How they have their own hiding place
I can promise you tomorrow
But I can't buy back yesterday

And baby you know my hands are dirty
But I wanted to be your valentine
I'll be the water when you get thirsty, baby
When you get drunk, I'll be the wine

I'll be there for you
These five words I swear to you
When you breathe I want to be the air for you
I'll be there for you
I'd live and I'd die for you
Steal the sun from the sky for you
Words can't say what a love can do
I'll be there for you

And I wasn't there when you were happy
I wasn't there when you were down
I didn't mean to miss your birthday, baby
I wish I'd seen you blow those candles out

I'll be there for you
These five words I swear to you
When you breathe I want to be the air for you
I'll be there for you
I'd live and I'd die for you
Steal the sun from the sky for you
Words can't say what a love can do
I'll be there for you

segunda-feira

A dona Rosélia é groupie, todos sabemos. Mas o que a gente não sabia até ontem, e isso inclui a própria filha, é que ela já visitou a cidade ternura, nos idos de 80.
Será que ela foi lá pra groupiar Os Johnnies?
(não, né, gente, ela foi lá pra ver Exorcista)
- Quem tem uma história boa de groupie?
- Eu! - respondo levantando o dedo.

x

Minha tia me chama no quarto e recita:
"Na véspera de não viajar, não talvez exista a opção de não fazer as malas."
Eu paro pra pensar, não entendo merda nenhuma e ela ri mais alto. Ufa.

x

Foi dando voltas na pracinha com minha avó que veio na cabeça: mais paciência, menos nervoso. A gente tem um histórico de espera e promessa. Já foram dois meses, falte o que faltar. Eu agüento.
Ninguém sofrimento.

x

E quando aquelas pessoas supercool que você conhecia não passam de meros filhinhos-de-papai chatos?

sexta-feira

não posso reclamar. a onda de upgrades amigacionais só tem trazido coisa boa. tou mudando o mailing pra coisas bem melhores. terça foi jantar-anti-gripe, domingo foi almoço-do-coração, ontem foi jantar-homem-amarelo-de-comentários-ácidos, hoje almoço-risada. amanhã tem almoço-de-pobre-e-sapatão.
ao menos eu não fico em casa chorando a ausência daquele desgraçaaaado, desumaaaaano...

quinta-feira

Noite passada tive o sonho mais bizarro da minha vida.
Eu estava grávida do Ryan, arrumando o nosso apartamento, mas ele não sabia. E ele morava comigo, eu estava barriguda e com estria, mas ele ainda não sabia. Meu pai estava radiante e minha mãe ficava perguntando o sexo da criança, embora eu dissesse que só ia saber na hora. Eu comprava quadrinhos, discos, pôsters, mil coisas para a casa, no Extra, mas eu tava tão com medo de ter esse filho que procurava não pensar. Olhava para baixo e acariciava a barrigona, com medo dele não aceitar.
Quando acordei, notei que tinha passado a noite evitando dormir de bruços.
MEDO.

quarta-feira

Dia das Mulheres

Como eu disse pro meu pai, "acho bobagem, mas se vier com flores eu gosto".
E me dei um presente: fui lá na dona Sara. Me sinto muito mais mulher agora.

terça-feira

todos sabemos que eu tenho problemas de auto-estima baixa. por isso, decidi virar a rainha da oratória e do amor-próprio.
to abrindo o saquinho, hein? ó lá, to batendo a carreira, hein? óó, óó, to cheirando, pessoal!
Todos sabemos que eu e Ivi nos atrasamos não por causa do trânsito. É porque logo cedo insistimos em dublar os Backstreet Boys, a J.Lo, a Alanis Morrissette, falar mal da Whitney Houston, decidir quantos pães são necessários para matar a fome efetivamente e trocar de roupa 17 vezes.
Mas ao menos a gente não chega esbaforida-suada-brava no trabalho, né pessoal?
23084375340976 segundos e...

Coisa de americano

Calou fundo entre a turma GLS a derrota de ?O segredo de Brokeback Mountain? no Oscar. Preconceito puro, diz o presidente do grupo Atobá, Raymundo Pereira: ?Até o apresentador fez piadinha, disse que era o filme dos caubóis gays. O filme é muito mais do que isso?, diz. ?É uma história linda de amor. A derrota foi uma decepção enorme. Mas americano é assim."

Fonte: O Globo
Quem mandou: O Jorge

segunda-feira

True Love Will Find You in the End



True love will find you in the end
You're gonna find out that love's your friend
Don't be sad, I know you will
Don't give up until
True love will find you in the end

This is a promise with a catch
Only if you're looking can it find you
Cause true love is searching too
How can it recognize you
Unless you step out into the light, the light?

Don't be sad, I know you will
Don't give up until
True love will find you in the end

Don't be sad, I know you will
Don't give up until
True love will find you in the end

True love will find you in the end
True love will find you in the end
True love will find you in the end

(daniel johnston - presente da queena)
À dor, amores, dizem.
Aos amores, fiofó-com-fritas.

Ainda bem que tem a Ivi né, mêêêu. A gente fica falândo assîm e não pára.

Ainda bem que tem o Tooleeo. A gente fala do coração comendo cebola.
Quantos segundos você dá pra neguinho começar a falar que Brokeback Mountain não ganhou o Oscar por preconceito?
Valendo!

sexta-feira

por mais estranho que possa soar, eu curto ter uns hematomas aparentes no corpo. band aid também.
x
ou você me toma for granted demais, ou morreu e eu não to sabendo.
x
true love will find you in the end
x
eu odeio o vento. vento maldito que ventou no meu banheiro e quebrou a coisa que eu mais gostava na minha casa. e, não, ivi, não to te usando de metáfora, tá? hohoho
x
ontem eu me arrastei pra casa e continuo com a sensação de que meu coração se arrasta. no chapisco, prá piorar.

quinta-feira

you mean so much to me
like a birthday or a pretty view
da série "meu pai bem que avisou pra não sair de casa depois das 21h"

tava indo encontrar o jeff segunda à noite. fui atravessar a paulista quando um gordinho estilo bear, desdentado-1001 me abordou.
- ce tem horas? não tem né.
- não, desculpe.
- você tá convidada pro meu show!
- ce é artista?
- não tá me reconhecendo, né? meu nome é kiko e sou da banda capital inicial.
- ah. (com cara de "é sim, tá")
- você ta indo pra onde?
- ali, meu amigo tá ali. (tava nada, o jeff tava lááá no vão do masp)
- você é feliz, né? - passando a mão insistentemente no meu braço
- sou. - saindo de lado
- então é isso que importa, pelo menos você é feliz.
- (taloco)

meo. quanta gente doida que me aparece. o que ele queria? contar que ele não é feliz ou só passar a mão no meu braço feito um tarado? e por que caralhos eu fui perguntar se ele era músico? só sei que fui andando a toque de caixa até achar o jeff, e fiz ele andar comigo até minha casa, na volta. no mais, fiquei ofendidíssima de ter sido confundida com fãs do capital inicial!

quarta-feira

- nóia total, mas como ainda não terminei de pagar meu computer fiquei muito noiado
- entendi. só tinha mod naquele lugar, capaz deles só te roubarem uma olivetti linea 1967
- hahahahahahahahah.
- verdade! cara, eu fiz aula de datilografia numa dessas. meu mindinho era musculoso, MR. MINDINHO UNIVERSO
- o mindinho mais forte da classe
- se eu fosse sapatão, seria o ron jeremy da categoria
Carnaval 2006
Com comentários de Amoleci Brandão

Depois de uma hora para atravessar Alphaville vestindo preto, num calor de 35o e carro 1.0, a salvação está no prato de tomate com cebola arroz feijão torresminho ovo frito bisteca acebolada do Caipirinha. E cerveja, e pudim de leite, e mãe.

A gente (eu e Jorgerson) cantou no show das Cobras. Foi tipo ridículo, mas ninguém ouviu. Ainda bem.
Aliás, eu nunca falo deles aqui, mas são uma banda que eu acho foda e vou em todos os shows, por mais que não tenha nada de extraordinário em cada um. E pronto, jabá tá feito.

Stella Artois vicia, mano. Ainda mais quando você encontra um franguinho assado, farofa e tomate pra acompanhar. E o vidro de azeitona verde, seeempre.

Ivanoverson está passando temporada fashion na minha humilde e bagunçada residência. Ixiivimaisilindadibiiiia. Na primeira noite já nos mandamos na missão coxinhaecoca e hoje eu espero jantar granola. Granola Rice.

E por falar em Nola Rice, Match Point é um filme para os que têm vida sexual ativa. A mim, só causou mais desespero. Como disse a Paradigminha, devia chamar METE Point.

Comprei The Heart is Deceitful Above All Things e depois me senti mais uma curiosa engrupida no factóide do JT LeRoy. Porque, é claro, eu comprei porque adoro uma historinha trágica white trash americana.

Decidi que a partir de agora eu sou bonita. E ai de quem discordar! O remédio Maniac Pills tem ajudado, já que com ele eu consigo fazer as unhas, enquanto boto máscara no rosto e mergulho os pés na bacia.

A baleice continua aí pra quem quiser ver. Na segunda foram TRÊS empanadas. Eu podia me contentar com uma, mas não, foram três. Ontem teve pipoca, mac donald?s e e expedição com quenguinha. Hoje eu trouxe 3 barrinhas de cereal pro trabalho, ou não me chamo Pilar Batista!