quinta-feira

da série "meu pai bem que avisou pra não sair de casa depois das 21h"

tava indo encontrar o jeff segunda à noite. fui atravessar a paulista quando um gordinho estilo bear, desdentado-1001 me abordou.
- ce tem horas? não tem né.
- não, desculpe.
- você tá convidada pro meu show!
- ce é artista?
- não tá me reconhecendo, né? meu nome é kiko e sou da banda capital inicial.
- ah. (com cara de "é sim, tá")
- você ta indo pra onde?
- ali, meu amigo tá ali. (tava nada, o jeff tava lááá no vão do masp)
- você é feliz, né? - passando a mão insistentemente no meu braço
- sou. - saindo de lado
- então é isso que importa, pelo menos você é feliz.
- (taloco)

meo. quanta gente doida que me aparece. o que ele queria? contar que ele não é feliz ou só passar a mão no meu braço feito um tarado? e por que caralhos eu fui perguntar se ele era músico? só sei que fui andando a toque de caixa até achar o jeff, e fiz ele andar comigo até minha casa, na volta. no mais, fiquei ofendidíssima de ter sido confundida com fãs do capital inicial!

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial