sexta-feira

da importância de se fazer os exercícios fibromiálgicos matinais

desde que houve a suspeita semi-confirmada de que eu tenho fibromialgia (afinal é uma doença tão abstrata, quase uma poesia, que não dá pra se dizer nada com certeza), eu tomei consciência de que muitos hábitos meus vão mudar. veja bem, tomei consciência, não providência. porque eu continuo sedentária, continuo me irritando à toa e continuo sem tomar analgésico quando as coisas dóem. aí minha mãe, que tem uma amiga na mesma situação, me passou uma série de exercícios para fazer antes de sair da cama, para estimular o cérebro. basicamente, o cérebro de quem tem fibromialgia "se aborrece" muito facilmente, identificando cada estímulo estranho (surpresa, chateação) como dor. então esses exercícios são meio que um aviso de que o corpo acordou, com calma. é tipo "olá, cérebro da bia, eu sou o dedão do pé direito, e eu já estou acordado! bom dia!".
comecei a fazer esses exercícios todo dia logo ao acordar, e parecia estar me fazendo bem. até que hoje, dormindo na casa da ana, acordei antes do horário e fui pegar um copo d'água na cozinha. esqueci que eu tinha que ter avisado o cabeção antes de levantar e, na volta, minhas pernas tiveram um erro inesperado e precisaram ser desligadas. PATATOF. caí que nem abacate no chão, de cuén no corredor, e não sei como não acordei o prédio inteiro. não sabia que eu podia fazer tanto barulho.
voltei pra cama puta da vida, com uma bola no joelho e uma ralada no cotovelo, e uma dor que vai durar o dia todo. só pode ser punição.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial