quarta-feira

eu bem que tento disfarçar, dizer que é stress, mas meus sonhos já me entregam.
era assim, eu morava na consolação e tava indo pro sesc fazer o show. chegando lá, a bruna falava que eu tava desobrigada de cantar, e eu ia felizona pra casa. só que no caminho, tinha um ataque de responsabilidade, e decidia voltar. pegava uma sprinter-taxi com um taxista psicólogo. eu via o taxímetro virar de R$ 20 em R$ 20, mas ele dizia que aquilo tudo era da minha cabeça, porque eu estava nervosa. na verdade, ainda estava em R$ 4. e ele ia enrolando o caminho todo. eu mandava virar, ele preferia esperar a próxima. na verdade, estávamos na rua são paulo, em são roque. eram 21h13 quando eu chegava no tal sesc e via que todo mundo já estava pronto, ensaiado, com as roupas. aí que eu notava que tinha deixado tudo em casa, e que, apesar de todas as minhas amigas do colégio - que foram me assistir - estarem usando legging, ninguém podia me emprestar nada. aí o show começava, e eu acordei.
nervosa, eu?

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial