sexta-feira

Fui e voltei do bar a pé. Era duas da manhã e tava chovendo de pouquinho. Estou em contenção de despesas, então não posso fazer a palhacinha e pegar um taxizinho de doze reaizinhos. Então fui eu e meu amigo médico, alto, estudado. Nada podia nos acontecer, eu só não podia molhar minha cauterização.
Aí chego em casa e descubro que outro amigo, alto, estudado, tinha sido assaltado no mesmo lugar, a Paulista, em um horário mais decente que o meu. Foi levado para passear na Nove de Julho, embora tenha sido abordado ao lado de seu banco. Por causa do horário, só pôde tirar cem reais, e ainda teve que dar a carteira, o cartão, o respeito. Deu a senha errada, pelo menos. E tudo isso porque ele também estava em contenção de despesas e não queria gastar doze reaizinhos num taxizinho.

Bora ficar indignado pro resto do dia?

-
E digo mais, AINDA BEM que essa porra de eleição acaba domingo, assim eu estou livre de receber aqueles e-mails partidários imbecis - que bradam "vote nele" (onde "nele" você coloca seu candidato de preferência) e mostram porque o adversário é malvado e come criancinha - e que têm como remetente pessoas por quem você até nutria um certo respeito. Eu não falo em quem eu voto - só no Clodovil - e não quero saber em quem você vota.
E tomara que seu candidato perca.

Rrrasc ptu!

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial