quinta-feira

em whore island as coisas vão assim:
eu me pélo de medo de dormir aqui. desde que meu avô morreu, toda noite eu acho que vai entrar alguém na casa e matar nóis tudo. parece bonito, né, "desde que meu avô morreu", só que é mera referência cronológica. podia ser também "desde que tomei aquele pé na bunda" ou "desde que aquele desgraçado...". enfim, então, toda noite eu sigo os conselhos de minha tia e tomo uma caninha prá relaxar. só que hoje eu perdi um pouco a mão da caninha. aí entrou minha mãe no msn:
- bia, o fio da empregada esteve por aí?
- num vi não. estava fora, só se ele veio aqui quando eu não tava.
- ah, não, é que o menino agora deu de traficar, e sua bisa tá loca que não quer ele entrando na casa.
a princípio eu pensei, junto com minha caninha, "ah, gente, que bobagem. o máximo que pode acontecer é ele tentar me vender alguma coisa e eu não aceitar. óu não.". aí a caninha foi embora e quem ficou do meu ladinho foi o medinho.
agora quem é que bota a donzela prá dormir?, eu pergunto.
putaquelosparmito
(obrigada, dona dida)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial