quarta-feira

mal sabe ele, mas só ele me deixa dançando que nem o snoopy todo dia de manhã.
:)

terça-feira

eu tive um amor que falava que eu era uma das quinze mulheres da vida dele, e eu achava isso a coisa mais tonta que eu já tinha ouvido. pensava assim "ai, que hippie". bom, aí que o tempo passou, eu cresci, virei isso aqui que cês tão vendo e penso: isso faz sentido.
eu já tive uns 18 amores da minha vida. eles continuam sendo, só que de vidas passadas.
(ass: múmia)
eu já voltei de jeremias do sul, já cheguei em whore island, já fui prá são paulo, já dancei até de manhã com a arraponga, já tomei uma cabeçada na boca de uma criança de seis aninhos e agora estou aqui, tentando mais uma forma de entretenimento, com a minha palestina amarrada na cabeça.
não surtiu efeito.
tsc. gente, tá chato.

quinta-feira

apfelsine vê a literatura atual

meu blog anda tosco e precisa de audiencia. por isso, resolvi ser miguxa.
(miguxês arcaico)

meu blog anda toscu i preciza d audiencia...... por issu...resolvi se miguxa......
(miguxês moderno)

meU bLOG AndaH TosCU i pREciZah Di aUDIenciah...... PoR iXXu...RESolvi se MigUxXxah......
(neo-miguxês)

emiguxe seu blog aqui.
dica do beto.

domingo

ele era tão bonitinho, tão bonitinho, tão bonitiiiinho até a hora que ele soltou um "acorda brasil, vamo revolucioná" e eu fiquei pensando "vem ser meu ari toledoooo, meu ronald goliaaas...". saco. o problema de curtir a scrufiness é dar de cara com uns chegue vara chato.
you guess, i guess

quem é a pessoa que consegue constatar, a cinco minutos de sair para um casamento, que seu esmalte é na verdade cereja cintilante, e não framboesa cremoso?

resposta: ana beatriz
ai lóvi babãe

- agente çamos lindas, diga pro papai.
- fale certo, beatriz: agente çOmos.

terça-feira

- mas e ai bia? e o movimento do amor?
- que movimento? não to vendo nada.
- damn.
- cara, eu to em whore island!
- porra, vai na pracinha lá. não?
- olha, um exu do passado veio atrás de mim dia desses. mas não dava, po, ele me chamou prá ir no show do JEITO MOLEQUE, tomar uma BREJA TRANQUILEX. brochei.
- ahaha. ai nao rola?
- ai não.
- puorra bia. vc me decepciona... depois ele ia contar pros truta no futebol: "ói véi, ontem furei uma patricia ó, gatinha...".
- amigo, antes uma pomba na mão que um JEITO MOLEQUE na pomba.

sexta-feira

- te deseo la mejor de las suertes y un montón de buenas groupies.
- ojalá!
- sabes que soy la presidenta de su fan club.
- usted es mi preferida.

matame, boludo.
como já dizia minha irmã:
- PAAAAAAAAAAU!

x

ô, aí, sério, pára de me imitar. não é legal, não. tipo, eu leio, sabe?

quinta-feira

The Road Less Traveled

Two roads diverged in a yellow wood
And sorry I could not travel both
And be one traveler, long I stood
And looked down one as far as I could
To where it bent in the undergrowth

Then took the other as just as fair
And having perhaps the better claim
Because it was grassy and wanted wear
Though as for that, the passing there
Had worn them really about the same

And both that morning equally lay
In leaves no step had trodden black
Oh, I kept the first for another day!
Yet, knowing how way leads onto way
I doubted if I should ever come back

I shall be telling this with a sigh
Somewhere ages and ages hence
Two roads diverged in a wood
And I took the one less traveled by
And that has made all the difference


Robert Frost
o inverno chegou, eu voltei a me vestir borchalisticamente, as bijuterias tomam conta da mesinha de almoço (e eu vou vender caaaro pa carai, ah vou) e eu voltei a sonhar com você. e você falava bem assim: "é, eu to estranho e eu te evito porque eu não quero nada com você e eu acho que você quer casar comigo e eu não quero". aí eu fazia ombrinhos e falava "não quero casar não". e eu nem quero mesmo, eu só queria aaahhhmmmm é, casar não. nem namorar. tá, namorar talvez. mas só se você pedisse pro meu pai. eu queria mesmo é que você ficasse que nem cachorrinho quando a gente nem pensava nessas coisas. mas aí fui lá eu e sulafricanei.
é, o termo sulafricanar serve para dizer que você fez exatamente o que eu fiz com o sulafricano. e eu acho que vou repetir essa história até pros meus netos porque até agora eu não dimiiiito.

agora eu vou lá virar o vidro de floral anti-ressentimento, que eu to um baú bem fedido de... ressentimento, é.
eu sempre digo que dinheiro bem empregado é dinheiro gasto em presentinhos para si mesmo. uma vez que eu nunca tenho dinheiro, eu nunca faço bons investimentos. mas agora que eu vivo de mesada, ah, quanta satisfação! ontem me enfiei numa sessão de massagem, com uma terapeuta japonesa pequenininha que só faltou subir e andar nas minhas costas. saí de lá um bifinho, e fui me acabar num caldeirão de sopa de cebola com os amigos da minha mãe.
porque em whore island eu saio com a tia da ana laura e os amigos da minha mãe.

quarta-feira

bicho, parem com isso. parem! eu não dou crédito prá gente montada. e por montada eu quero dizer "gente que acha que name-dropping de livro, filme e quotation é o corrimão para o sucesso intelectual".
aliás, vou mandar um e-mail praquele name-dropper que eu conheci na palafita e dizer que ele sim que sabia das coisas. ele era tão gostoso que eu nem ouvi os países que ele já tinha conhecido nessa vida de andanças.
(eu vou arrumar o que fazer, ah vou, ficar na internet só me dá irritação)

segunda-feira

das profissões que passam por aqui

camareiro:

- how cuuute, you made the bed for us! now, where's the chocolate on top?
(VUSH, sou atirada)
- there you are!

uh.
Sabe quando você é a única pessoa que não foi prá excursão do Playcenter? Então.

quinta-feira

eu bebo çin

são duas da manhã e eu cheguei na casa do meu hospedeiro de fogo e aí fui falar com aquele imundo e claro que ele foi imundo e aí eu mandei ele tomar no cu mas foi só no pensamento enquanto isso eu amolava o japonês porque só o japonês me entende e vai cozinhar prá mim se aquele homossexual furar comigo. e eu acho que em evento de moda só tem exu e gente de cabelo babaca. e tatuagem babaca. e acho que sapato babaca também. eu preciso ir dormir e ler mais um pouco das aventuras da mulher sem queixo que não é aquela que vocês estão pensando que eu chamava de costinha mas agora eu gosto dela e não chamo mais. e eu conheci o arqueiro que é um menino que se veste de babaca da era medieval e ele é irmão de uma menina que eu conheço e só ela ainda não percebeu que o arqueiro gosta mesmo é de tomar flechada na bunda.
e agora eu vou parar porque senão o papa vem e manda fechar meu blog.