domingo

assim, eu nunca fui muito amiga da música eletrônica. claro, ouço algumas coisas que se classificam eletrônicas, mas eu prefiro chamar de rock transmutado. no mais, não gosto de techno, não gosto de trance, e não sei nem definir o que seria um psytrance. deve ser chato. deve fazer tiririri.
eu só fui em um skol beats e, confesso, foi porque um afãs ia. e no fim ele não foi. e - tirando o show do groove armada, que foi incrível (e é groove, tinha até instrumento!) - eu achei tudo uma merda.
teve uma época que eu até curti house. aí passou rapidinho. hoje eu não suporto nem o fatboy slim.
tudo isso prá me perguntar POR QUE CARALHOS TEM UMA RAVE ACONTECENDO NA MINHA JANELA?
(tem, gente, é num clube morro acima e o som chega aqui em casa. minha tia chegou a achar que era a secadora funcionando. eu só quero paz.)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial