sábado

eu já disse e repito que minha vida é uma alegria. i'm living the dream.
depois de ficar com a mão inchada e passar a quinta de cama por conta de um festerê no figo, ontem fui tirar sangue prá saber qualé. aí o enfermeiro olha meu braço roxinho da injeção.
- moça, a senhora é anêmica?
- nem fu, fiz hemograma dia desses.
- então vai num hematologista ver esse roxo aí. não é normal.
anormal é a mãe dele. AQUI que ele vai me botar caraminhola e dizer que eu tenho doença de sangue só porque eu tenho coloração de parede! ok, marquei hematologista prá agosto.

aí hoje eu fui ajudar a mãe no mercado. quer me ver feliz? me leva no mercado. é tanta gente bonita zanzando pelos corredores, respeitando a lei da inércia, deixando seus filhotes livres para correr na seção de salgadinho... me faz pensar muito no projeto de castração voluntária, aquele, do enéas. sério. aí eu tava quase chorando de ódio daquele lugar lazarento quando a mãe me levou tomar um cafezinho. carmô, carmô.

se houvesse teletransporte, eu nunca mais teria tédio.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial